SindServ fará sabatinas com candidatos à Prefeitura

Ponta Grossa

28 de setembro de 2020 09:51

Da Redação


Relacionadas

Lineu Kieras destaca intenção de combater desigualdade social

Confira a agenda dos prefeituráveis nesta quarta-feira

Prefeitura de PG terá recesso prolongado a partir de sexta

PF combate distribuição de cigarros ilegais no Paraná
Veterinário das lojas Amigão Pet Shop alerta sobre doença em pets
Integração faz campanha para ajudar estudante doente
Pauliki apresenta propostas em prol da causa animal
Candidatos têm a chance de falar diretamente com os servidores públicos municipais Foto: Arquivo aRede
PUBLICIDADE

Série de entrevistas com prefeituráveis começa nesta semana e acontecerá nas próximas segundas-feiras

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ponta Grossa (SindServ) promove a partir desta segunda-feira (28) uma série de entrevistas com os candidatos a prefeito (a) de Ponta Grossa. Além disso, a diretoria da entidade sindical já trabalha na elaboração das regras para o debate do primeiro turno que será realizado pelo sindicato, voltado principalmente ao funcionalismo público.

Segundo o presidente do Sindicato, Roberto Ferensovicz, este debate realizado pela entidade já é tradicional há várias eleições e se constitui em uma oportunidade para que os candidatos falem diretamente a mais de 9 mil servidores municipais.

Sobre as sabatinas, elas serão exibidas no programa Canhão na Web, que o SindServ leva ao ar nas redes sociais a partir das 18h15, sempre às segundas-feiras. O participante desta segunda é Professor Gadini (PSOL), que será seguido por Mabel Canto (PSC) no dia 5, Márcio Pauliki (SD) no dia 12, Professor Edson (PT) no dia 19 e Elizabeth Schmidt (PSD) no dia 26.

A entidade sindical ainda abrirá espaço para que todos os servidores municipais que serão candidatos a uma cadeira no Legislativo também tenham a oportunidade de conversar com o eleitor.

Ferensovicz destaca que é fundamental que o SindServ aproveite todas as oportunidades para dar publicidade às propostas dos candidatos e, principalmente, realizar um debate sério, autêntico e com os pés no chão. “Além da relação direta que temos com o Governo Municipal, como trabalhadores, é preciso não esquecer que o servidor é, antes de tudo, um cidadão e que tem um papel importante no contexto local”.

PUBLICIDADE

Recomendados