Mabel pretende criar praças de integração do transporte

Ponta Grossa

29 de setembro de 2020 13:59

Da Redação


Relacionadas

Vigilante fica ferido ao se envolver em acidente

Casa de madeira é destruída por incêndio em Olarias

Portal aRede e Doc.Com sabatinam candidatos a vice

Idoso internado em UTI morre de covid-19 em PG
Veja qual é a agenda dos prefeituráveis em Ponta Grossa
Equipes da ala Covid do HU-UEPG recebem capacitação
Clientes de PG devem agendar atendimento na Sanepar
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Proposta garante que usuário poderá fazer a troca de ônibus, dentro de um tempo pré-determinado, sem a cobrança de uma segunda passagem 

A criação de praças de integração do transporte coletivo é uma das propostas apresentadas pela candidata à Prefeitura de Ponta Grossa, Mabel Canto (PSC). O projeto visa a implantação de uma estrutura intermediária entre um Terminal de Transporte Coletivo e um ponto de ônibus. 

A praça de integração oferecerá ao usuário um local adequado para embarque, desembarque e espera pelos veículos do transporte coletivo. A vantagem é a possibilidade, de forma eletrônica, que o usuário tem de poder sair de uma determinada linha de ônibus - dentro de um tempo pré-determinado – e embarcar em outra sem a cobrança de uma segunda passagem. 

Ao todo, seriam contempladas seis praças de integração: Santa Paula, Rotatória da Valério Ronchi, Moradas/Terra Nova, Duque de Caxias, Bom Jesus e Avenida Pedro Wosgrau. A Praça da Avenida Pedro Wosgrau, por exemplo, poderia integrar a região de Uvaranas ao Distrito Industrial e também ao Terminal de Oficinas sem a necessidade de passar pelo Terminal Central. “Isso vai permitir que os trabalhadores de Uvaranas acessem o Distrito Industrial sem o transtorno de ter que passar pelo Terminal Central e ou Terminal de Oficinas, podendo sair de Uvaranas e fazer apenas uma integração para completar a viagem com o Distrito Industrial”, revela Mabel. 

“Sem a necessidade de estruturas fechadas, como os terminais, várias linhas de ônibus serão interligadas, propiciando ao usuário uma viagem mais rápida e curta até seu destino. Vai diminuir os deslocamentos desnecessários e também a lotação nos ônibus do transporte coletivo. Essa é a proposta para promover uma ‘Mobilidade Humana’ em nossa cidade”, enfatiza Mabel Canto.

As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE

Recomendados