Mabel Canto propõe criação de Policlínicas da Família

Ponta Grossa

29 de setembro de 2020 21:01

Da Redação


Relacionadas

Júri condena rapazes por morte de jovem apedrejado em PG

Homem é preso após furtar bicicletas infantis no Órfãs

Câmara vota pagamento integral de estagiários

Consulta pública sobre colégios cívico-militares termina às 20h
Homem de 63 anos é a 137ª vítima da Covid em PG
Cemitérios de PG terão álcool em gel no Dia de Finados
Feira de suculentas de quintal acontece em novembro
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Proposta prevê utilização dos antigos CAS, ao lado dos terminais de transporte coletivo, e garantirá consultas, exames e atendimento especializado. 

A candidata à Prefeitura de Ponta Grossa, Mabel Canto (PSC), vai propor a criação de Policlínicas da Família. A meta é utilizar a estrutura dos antigos Centros de Atenção à Saúde (CAS), ao lado dos terminais de transporte coletivo, e garantirá consultas, exames e atendimento especializado voltado à atenção básica de saúde. Os atendimentos que hoje são realizados nos antigos CAS - com as equipes do Programa Saúde da Família - serão redistribuídos pelas unidades da região, não deixando a população sem atendimento.

Os espaços serão equipados com ultrassom, raio-X, além de contar com equipe multiprofissional composta por nutricionista, farmacêutico, profissional de educação física, fisioterapeuta, enfermeiros, técnicos de enfermagem e assistente social. Haverá também profissionais nas áreas de odontologia, cardiologia, endocrinologia, obstetrícia, pediatria e geriatria. 

No plano de governo da coligação “Ponta Grossa em Primeiro Lugar”, o objetivo é promover o fortalecimento e consolidação da atenção primária à saúde com foco nas unidades de saúde da família. Assim, também está proposta a criação do Plano de Regionalização Municipal da Saúde com o objetivo de fortalecimento da atenção básica, por meio do estabelecimento de cinco Distritos Sanitários – Uvaranas, Oficinas, Nova Rússia, Ronda e Área Rural. “Queremos promover o fortalecimento e a consolidação da atenção primária à saúde com foco nas unidades de saúde da família”, destaca Mabel Canto. 

Os encaminhamentos para as policlínicas serão feitos pelas Unidades Básicas de Saúde. “Vamos ter consultas, exames e um atendimento especializado. Cada local terá um olhar especial, porque cada bairro tem uma realidade diferente”, acrescenta a candidata. 

O projeto também visa uma parceria com a UEPG para realizar a residência clínica para o atendimento. As gestantes terão atenção especial e poderão, por exemplo, fazer exames de ultrassom. “Importante que o atendimento não será com ‘portas abertas’. Será direcionado e assim 80 % dos problemas da atenção básica poderão ser resolvidos”, finaliza Mabel Canto.

As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE

Recomendados