Governo anuncia instalação de colégios cívico-militares em PG

Ponta Grossa

15 de outubro de 2020 18:50

Da Redação


Relacionadas

Saiba o que é permitido e proibido neste domingo

Antes de sair de casa, consulte seu local de votação

Barroso pede que eleitores não deixem de votar

PG vai às urnas para escolher entre Mabel ou Elizabeth
Pandemia impede que 9,5 mil ponta-grossenses votem
PG supera 9 mil casos confirmados de covid-19
Homem é preso em convento após matar rapaz em PG
Serão ao menos 14 colégios cívico-militares em nove cidades da região dos Campos Gerais Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Serão ao menos 14 colégios cívico-militares em nove cidades da região dos Campos Gerais

O governo do estado confirmou a instalação de ao menos 14 colégios cívico-militares em nove cidades da região dos Campos Gerais. A princípio, as quatro unidades em Ponta Grossa que entrarão no novo sistema são: os colégios José Elias da Rocha (Bairro Olarias), Doroteu de Pádua (Periquitos), Antônio Sampaio (Uvaranas) e Professor Colares (Vila Oficinas).  Mas a definição ainda depende de uma série fatores.

Como o próprio projeto prevê, a implantação dos colégios será de escolha livre da comunidade escolar, por meio de consulta pública. Por isso, a indicação das escolas poderá ser alterada. Só depois é que a unidades receberão as adaptações necessárias.

O deputado Plauto Miró Guimarães Filho foi um dos defensores do projeto e contribuiu para a aprovação da proposta na Assembleia Legislativa. Ainda no mês passado, Plauto encaminhou ofício ao secretário de Estado da Educação e Esporte, Renato Feder, solicitando a inclusão de várias cidades da região no cronograma de implantação.

“Vou continuar batalhando para que a instalação destas escolas se concretize, levando nossa região a se consolidar como uma referência na área da educação”, destacou o deputado.   

Ainda na região, Castro e Jaguariaíva receberão duas unidades de ensino cívico-militares. Já Arapoti, Imbituva, Palmeira, Pirai do Sul, Reserva e Tibagi terão, cada uma, um colégio inserido no sistema nesta primeira fase.

Plauto aguarda ainda a confirmação de que, numa próxima fase, mais cidades sejam contempladas, como Carambeí, Ipiranga, Ivaí, Ortigueira, Telêmaco Borba e Ventania. Ao todo, o governo vai abrir 200 escolas em 100 municípios do Paraná. A prioridade é voltada para cidades com mais de 10 mil habitantes e que tenham ao menos duas escolas estaduais no perímetro urbano.

Com informações da Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados