CNH passa a ter validade de 10 anos

Ponta Grossa

22 de outubro de 2020 19:10

Da Redação


Relacionadas

Beto Preto diz que Paraná está perto do colapso

Professor Dalmo deixa o hospital após 39 dias de luta

Homem quase tem dedos decepados e ‘abandona’ socorro

Dezembro reserva eventos especiais para PG
Construtora do Paraná investe em tecnologia e inova
5 soft skills que o profissional de marketing deve ter
Morre em PG o pediatra Lauro Schoenberger Filho
PUBLICIDADE

Há mudanças também no sistema de pontuação

O presidente Jair Bolsonaro sancionou o Projeto de Lei 3267/19, que altera o Código de Trânsito Brasileiro – CTB. Assim, o universo do trânsito passa por mudanças como as flexibilizações na Carteira Nacional de Trânsito – CNH. Para sanar as dúvidas, a APG - Clube de Proteção Veicular de Ponta Grossa traz informações sobre o tema.

Com as alterações, ficou estabelecido que os condutores com menos de 50 anos possuem dez anos para renovar a CNH. Para motoristas entre 50 e 70 anos, se mantém o prazo de cinco anos. Já para os acima de 70 anos, o documento possui duração de três anos.


Sistema pontuação

O sistema de pontuação para suspensão da CNH também sofre alterações. Os motoristas passam a ter um limite maior de pontos e a divisão é baseada em infrações cometidas, ficando da seguinte forma:

20 pontos: se o condutor tiver duas ou mais infrações gravíssimas em um período de 12 meses;

30 pontos: se tiver apenas uma infração gravíssima no mesmo período;

40 pontos: se não constar entre as suas infrações nenhuma gravíssima no referido intervalo.

Para os motoristas profissionais o limite é de 40 pontos independentemente do tipo de infração cometida.  A medida vai valer para motoristas de ônibus ou caminhões, taxistas, motoristas de aplicativo ou mototaxistas. E, se esses condutores participarem de curso preventivo de reciclagem ao atingir 30 pontos, em 12 meses, toda a pontuação será zerada.


Outras alterações

O texto define que para infrações leves ou médias deve ser imposta a penalidade de advertência por escrito, em vez de multa, se o infrator não tiver cometido nenhuma outra infração nos últimos 12 meses.

Outra alteração importante é que em casos de lesão corporal e homicídio causados por motorista embriagado, mesmo que sem intenção, a pena de reclusão não pode ser substituída por outra mais branda, que restringe direitos.

A proposta ainda cria o Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), em que serão cadastrados os condutores que não tenham cometido infração de trânsito sujeita a pontuação nos últimos 12 meses, possibilitando que estados e municípios concedam benefícios fiscais e tarifários aos registrados. As novas regras passam a valer em abril de 2021.


APG Clube de Proteção Veicular

É uma associação de benefícios sem fins lucrativos com o objetivo de reunir pessoas comprometidas em proteger-se através do rateio mutuo de despesas inesperados prejuízos advindos de ocorrências sobre seus veículos. APG, através da prática do Associativismo, busca oferecer a cada associado o suporte necessário para que ele seja assistido com rapidez e eficiência quanto aos danos causados em seus veículos por acidente, incêndio, roubo ou furto, além de possuir convênios com várias empresas para obter mais benefícios aos associados.


Benefícios

Roubo e furto, colisão, eventos da, natureza, proteção à terceiros, guincho 24h, carro reserva, chaveiro, pane mecânica, troca de pneu, pane seca, pane elétrica, hospedagem, táxi e app. A APG Clube fica localizada na Avenida Visconde de Mauá, 2130, em Oficinas. Informações no telefone (42)3089-3151 e Whatsapp (42)99873-2796. 

Mais informações no site www.apgclube.com e para seguir a APG Clube nas redes sociais é só clicar no link do Facebook e no Instagram.

PUBLICIDADE

Recomendados