Voo liga Vila Velha às Cataratas em menos de 2 horas

Ponta Grossa

26 de outubro de 2020 19:51

Fernando Rogala


Relacionadas

Ação de cidadania ocorre em bairros de PG nesta semana

Confira a agenda das prefeituráveis nesta terça-feira, 24

Colégio Positivo oferece bolsas de estudo para Ensino Médio

Comércio projeta alta nas vendas nesta Black Friday
Aliel entrega veículo para comunidade terapêutica
Debate no Portal aRede confronta Saulo e Pietro
Comissão conclui CPI do Estar Digital e aponta providências
Aeronave do voo inaugural foi batizada em Ponta Grossa e em Foz do Iguaçu Foto: Fernando Rogala
PUBLICIDADE

Voo inaugural entre Ponta Grossa e Foz do Iguaçu, realizado pela Voepass, ocorreu no sábado. Linha terá dois voos semanais


Menos de duas horas separam os dois principais pontos turísticos naturais do Paraná. Essa redução temporal entre o Parque Estadual da Vila Velha, em Ponta Grossa, e o Parque Nacional do Iguaçu, onde ficam as Cataratas, foi possível através da nova rota aérea operada pela Voepass Linhas Aéreas, iniciada neste sábado, dia 24 de outubro. A aeronave, que tocou o solo em Ponta Grossa às 13h59, para pousar, vinda de São Paulo (Congonhas), recebeu o batismo do voo com o tradicional jato de água ao deixar a taxyway e chegar ao pátio do terminal de passageiros, marcando a consolidação da terceira rota aérea comercial operada na cidade, desde a reforma do aeroporto, reinaugurado em 2016. 

A rota é uma reivindicação dos ponta-grossenses, após pesquisas feitas pela prefeitura no município, que depois de São Paulo, apontaram Foz como o destino com maior demanda. “Todas as pesquisas feitas no aeroporto apontavam Congonhas e Foz. E o que mostra o quão importante é que os voos estão cheios, os voos estão sendo comprados com antecedência; agora sexta-feira (30), véspera de feriado, está lotado o voo. É uma conquista que está movimentando passageiros do Brasil todo”, informou Victor Hugo Oliveira, superintendente aeroportuário em Ponta Grossa. A rota começaria na segunda quinzena de março, mas foi postergada devido à pandemia.

Depois do embarque dos passageiros em Ponta Grossa, às 14h45 a aeronave ATR-72 600 saiu para sair taxiar, deixando o solo, pela cabeceira 26 do aeroporto Sant’Ana, às 14h50. Foram 1h06 minutos no ar, e inúmeras cidades superadas, como Imbituva, Guamiranga, Guarapuava, Goioxim, Nova Laranjeiras, Quedas do Iguaçu, Três Barras, Capitão Leônidas Marques, inclusive um sobrevoo sobre a Argentina, após cruzar a margem sul do rio Iguaçu, sobre a cidade Comandante Andresito, para passar ao lado das Cataratas e pousar às 15h56. Por lá, também houve o batismo da aeronave e recepção de autoridades e lideranças municipais e do setor do turismo. 

“É uma mudança de um ciclo histórico para nossa cidade. Estou muito satisfeito, porque ter o voo entre Ponta Grossa e Foz do Iguaçu é unir as duas principais atrações turísticas do Paraná, e Vila Velha vai ser uma das maiores do mundo. Ponta Grossa só ganha com tudo isso”, destacou o prefeito Marcelo Rangel, sobre a relevância deste voo para o setor turístico. Por sua vez, José Loureiro, secretário municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, ressaltou a potencialização do turismo de negócios. “Esse é um voo, assim como o para Congonhas, que facilita muito os negócios para multinacionais que estão em Ponta Grossa, e uma facilidade a mais para os executivos chegarem ao município”, informou.

Do voo participaram, além de Marcelo Rangel, José Loureiro, e Victor Hugo de Oliveira, o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; e a vice-presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Ponta Grossa, Priscila Jaronski, além de empresários do setor de turismo, que desenvolvem pacotes de viagem para o destino. O aeroporto de Foz recebe um investimento para ampliação da pista em 600 metros, para ficar com 2.800 metros, e receber novos voos internacionais, com conexões para a Europa e América do Norte a partir de 2021 – que poderão ser acessadas pelos ponta-grossenses com o novo voo.

Veja os vídeos do voo inaugural entre Ponta Grossa e Foz do Iguaçu


Foz do Iguaçu quer maior frequência de voos entre as cidades

Felipe Gonzalez, Presidente do Visit Iguassu (Iguassu Convention & Visitors Bureau), ex-secretário de Turismo do município, e também receptivo da CVC Viagens, que recepcionou a comitiva, destacou ao Portal aRede e Jornal da Manhã que esse início de voo é emblemático pela retomada do turismo na cidade. “Por isso, estamos recebendo esse voo, que esperamos que se torne, em breve, um voo diário. Pelo que percebemos, essa rota possui um grande potencial de pessoas, que estão ávidos para vir, muitas vezes a negócio, ou mesmo a celebrar em Foz do Iguaçu”, informou.

Já o secretário de Turismo, Indústria, Comércio, e Projetos Estratégicos de Foz do Iguaçu, Gilmar Piolla, destacou a emoção do batismo da aeronave. “Sabemos o carinho que os ponta-grossenses têm por Foz do Iguaçu, e nós dizemos que a recíproca é verdadeira, que vamos retribuir com o mesmo nível, com mesmo entusiasmo essa aproximação. Após a longa pandemia, estamos retomando o turismo, e esse voo é mais um sinal que essa retomada está vindo com muita força”, disse.


Estado trabalha para ampliar pista

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, ressaltou que este voo marca a retomada do Programa Voe Paraná, do Governo do Estado, que oferta condições especiais para que as empresas aéreas possam viabilizar novas rotas aéreas regionais no Paraná. “Estamos retomando em Ponta Grossa, com uma nova rota, que além de Congonhas, conecta com Foz. Estamos felizes ao conectar dois destinos turísticos em uma hora. E vamos dar continuidade no pós-pandemia, com força total em vários municípios do Paraná”, informou. Victor Hugo Oliveira também destacou o esforço da Secretaria de Estado para a ampliação da pista em Ponta Grossa, e lembrou dos investimentos de R$ 35 milhões, na construção de um novo terminal de passageiros na cidade, cuja licitação está em fase de análise de documentos pela Secretaria de Aviação Civil.


Detalhes dos voos

Em novembro, serão dois voos semanais entre as cidades. Os voos ocorrem de Ponta Grossa para Foz nos sábados, saindo às 9h45, e nas quartas, às 11h40; e os voos saem de Foz para Ponta Grossa nos domingos, às 8h; e quartas, às 14h30. As passagens aéreas, em preço promocional, estavam sendo vendidas pela Voepass por R$ 199. Valor que é mais em conta do que uma viagem de carro, por exemplo - via terrestre, são sete pedágios e uma distância superior a 550 quilômetros, cuja viagem leva entre 7h30 min e 8 horas, e tem um custo na casa dos R$ 500.

PUBLICIDADE

Recomendados