Concurso pagará R$ 10 mil para casa mais iluminada no Natal

Ponta Grossa

28 de outubro de 2020 20:30

Afonso Verner


Relacionadas

PG supera 9 mil casos confirmados de covid-19

Homem é preso em convento após matar rapaz em PG

Prefeitura inicia teste de vazão no segundo lago de Olarias

PM apreende quase 20 quilos de maconha em PG
Mestre Matos é internado na UTI com covid-19
Após acidente, motorista foge abandona mulheres feridas
Caminhoneiro é resgatado de ferragens e foge após acidente
Em 2020, Prefeitura não fará ornamentação das ruas e locais de maior movimento Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Concurso tem categorias para imóveis residenciais e também comerciais. Edital do concurso ‘Natal Iluminado’ foi publicado em Diário Oficial

É um concurso promovido pela prefeitura sob patrocínio integral do Grupo Madero. O edital prevê um prêmio de até R$ 10 mil para a casa mais iluminada e enfeitada da cidade. De acordo com a Prefeitura, o concurso tem como objetivo “incentivar a população e o comércio a promover a beleza, a magia e garantir a tradição dos festejos de fim de ano por toda a cidade”.

O documento destaca que os objetivos da iniciativa são resgatar o espírito natalino, mantendo o espírito de celebração da vida e reafirmação de valores universais, como fraternidade, justiça e solidariedade, além de impulsionar as vendas do comércio e serviços. Estimular o envolvimento e a participação da comunidade e organizar uma programação atraente, que valorize a identidade e a cultura municipal, possibilitando acesso a beleza do Natal de forma descentralizada, consequentemente evitando as aglomerações de público, também estão entre os objetivos.

O período de inscrição começou no dia 19 outubro e vai até 20 novembro. “As inscrições deverão ser feitas pelo usuário do imóvel, seja proprietário ou inquilino (locatário), sendo proibida mais de uma inscrição para o mesmo imóvel”, prevê o edital. A iniciativa prevê ainda que a foto oficial para o julgamento dos trabalhos será realizada a qualquer momento a partir do dia 30 de Novembro, bem como a visitação externa que ocorrerá a qualquer dia entre 18h e 23h.

O concurso inclui casas e estabelecimentos comerciais. Na categoria residências são compreendidas áreas externas, inclusive jardim de unidades residenciais e a ornamentação a ser julgada será a que estiver instalada na fachada, vista frontal da residência. Já na categoria estabelecimentos comerciais, estão inclusas lojas de Comércio em geral, shopping, galerias e centros comerciais, supermercados, farmácias, estabelecimentos bancários, empresas/escritórios de prestação de serviços, clínicas. 

No caso dos estabelecimentos comerciais, a ornamentação a ser julgada será a que estiver instalada na fachada, vitrine, sempre com vista frontal do estabelecimento. Nas duas categorias (residencial e comercial), os prêmios são de R$ 10 mil para os primeiros colocados, os segundos colocados receberam um prêmio de R$ 5 mil e o terceiros colocados a premiação é de R$ 3 mil.

Serão premiados em espécie, sob patrocínio da empresa credenciada, os 1º, 2º e 3º lugares de cada uma das duas categorias descritas no artigo 4º. 8.1.1 – Da categoria Residencial:

1º colocado, valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais);

2º colocado, valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais);

3º colocado, valor de R$ 3.000,00 (três mil reais).

8.1.2 – Da categoria Empresarial:

 1º colocado, valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais);

 2º colocado, valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais);

 3º colocado, valor de R$ 3.000,00 (três mil reais).

Critérios de avaliação do concurso

De acordo com o edital, as duas categorias do concurso terão o julgamento levando em conta os seguintes aspectos: espírito natalino, criatividade; iluminação e identidade visual.

Prefeitura não fará investimento em iluminação nas ruas

Nos últimos anos, a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG) tem investido anualmente na iluminação de Natal, instalada em algumas praças, locais públicos, como o Parque Ambiental, e também em avenidas de comércio, como a Balduíno Taques e Vicente Machado. Em 2020, pela primeira vez nos últimos anos, a Prefeitura desistiu do investimento diante dos gastos causados pela pandemia da covid-19.

PUBLICIDADE

Recomendados