Professor Edson quer definir o destino dos impostos com o povo

Ponta Grossa

29 de outubro de 2020 16:00

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Procon orienta e dá dicas sobre a Black Friday

Debate do portal aRede marca agenda das candidatas nesta quinta

PSOL quer representar renovação da esquerda em PG

Mabel Canto propõe descentralização administrativa
Mabel e Elizabeth realizam debate histórico nesta quinta
Passos protocola projeto de Lei “Corina Portugal”
PG obtém R$ 16 mi da Caixa com folha de pagamento
“Uma cidade inteligente se faz com o conhecimento e a inteligência de todos e todas que queiram dela participar", diz o candidato do PT Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Objetivo é implementar mecanismos de administração participativa, integrando toda a população 

O Professor Edson, candidato a prefeito do município pela coligação “Ponta Grossa, uma cidade para você” (PT-PCdoB) pretende implantar mecanismos de administração participativa, integrando toda a população através dos conselhos e associações de bairros, instituições representativas de trabalhadores, empresários e profissionais liberais, conselhos municipais, igrejas e agremiações religiosas, ONGs e outras instituições.

“Uma cidade inteligente se faz com o conhecimento e a inteligência de todos e todas que queiram dela participar. Por isso é que vamos implantar fóruns de participação com entidades da sociedade civil e audiências públicas em ambientes virtuais em todas as áreas da gestão municipal, desde as finanças até a cultura. O prefeito e os secretários podem e devem ter suas posições claras e firmes, mas precisam sempre discutir e mudar de ideia quando indicado pelas audiências públicas que discutem as políticas da área que governam”, defende o Professor Edson.

Para fazer isso, na administração do candidato do PT, será implantada a metodologia de Administração Integrada. Isso significa que a todas as secretarias da prefeitura serão orientadas por projetos com avaliação da qualidade da gestão. A gestão por projetos quer dizer que o importante mesmo não é a secretaria ou departamento onde a ação acontece, mas que aconteça juntando todas as áreas da prefeitura que sejam necessária para fazer acontecer. “Para isso acontecer precisa ter dinheiro e gestor no projeto, portanto precisa também de uma revolução no orçamento. Além disso, não basta fazer e entregar a obra ou serviço, precisa avaliar bem com quem está usando se o serviço ficou bom mesmo”, diz o candidato.

Informações da assessoria de imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados