Cejusc-Cescage será inaugurado em novembro

Ponta Grossa

30 de outubro de 2020 14:20

Da Redação


Relacionadas

Oficina de Oração será coordenada pela Diocese de PG

PG tem 20 novos casos positivos de covid-19, diz FMS

Churrasco em PG quase acaba com incêndio em paiol

Rapaz leva facada nas costas ao tentar separar briga em bar
PLR Santa Paula entra em operação a partir de segunda
Mulher acha irmão desmaiado em casa e se desespera
Homem tenta separar briga de cachorros e é atacado
A comunidade será atendida através da justiça cível e da justiça da família Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

A comunidade será atendida através da justiça cível e da justiça da família

O Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (Cescage), Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ), em parceria com Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Soluções de Conflitos (NUPEMEC) e o Centro Judicial de Solução de Conflitos e Cidadania – Cejusc/Ponta Grossa, inauguram no dia 12 de novembro de 2020 o Centro Judicial de Solução de Conflitos e Cidadania, Cejusc-Cescage. A inauguração ocorre às 16h, na sede do Cejusc-Cescage, Rua Rodrigues Alves, 600, Orfãs, em Ponta Grossa-PR. O evento contará com a presença do desembargador Adalberto Jorge Xisto, presidente do TJ-PR; desembargador José Laurindo de Souza Netto presidente do NUPEMEC, 2º Vice-Presidente do TJPR e Membro do Órgão Especial e do desembargador José Sebastião Fagundes Cunha. 

O Cejusc-Cescage será mais uma unidade do Poder Judiciário que atuará na busca de acordos em demandas pré-processuais (que ainda não têm ação judicial em andamento) e/ou processuais, por meio da mediação e conciliação. A comunidade será atendida através da justiça cível (acidentes de trânsito, relações de consumo, cobranças, dívidas bancárias, conflitos de vizinhança etc.) e da justiça de família (divórcio, pedido de pensão alimentícia, guarda de filhos, regulamentação de visitas, entre outros). Os acordos serão homologados judicialmente e possuem eficácia de título executivo judicial.

PUBLICIDADE

Recomendados