Proteção da natureza é prioridade para o Professor Edson

Ponta Grossa

30 de outubro de 2020 17:24

Afonso Verner


Relacionadas

Justiça Eleitoral ajusta últimos detalhes para 2º turno em PG

Palladium promove a "Maior Black Friday do Mundo Real"

13º injetará mais de R$ 126 mi na economia de PG até dia 30

Biomédico realiza testes de Covid por R$ 50 em dezembro
PRM Empreendimentos traz amplos projetos para PG
Foca Foto realiza lançamento do e-book 'Antes e Depois'
AMPG pede posicionamento de deputados sobre o Revalida PR
Foto:
PUBLICIDADE

A proteção do patrimônio ambiental de Ponta Grossa e dos Campos Gerais é um tema central no plano de governo da coligação PT-PCdoB, que tem o Professor Edson como candidato a prefeito

No que diz respeito ao perímetro urbano é urgente a despoluição dos arroios e o aproveitamento de todo seu potencial ambiental e turístico. “Para isso vamos fazer um programa de revitalização partindo da continuidade do projeto do Lago de Olarias e ampliar para outros projetos como Parque do Madureira, revitalização do Balneário Rio Verda, Parque Margherita Masini, Parque Madureira e outros. Essa revitalização passa obrigatoriamente pela ampliação das ligações de esgoto e extinção de ligações clandestinas nas redes de águas pluviais”, afirma o Professor Edson.

Outro foco especial de atenção é a Área de Proteção Ambiental (APA) da Escarpa Devoniana. “Nessa área estão riquezas grandiosas de Ponta Grossa e de outros 12 municípios do Paraná. Aqui temos a Cachoeira da Mariquinha, o Alagados, Vila Velha, Cachoeira do Rio São Jorge, Capão da Onça, Buraco do Padre, Furnas Gêmeas e muitas outras estruturas. Queremos que o plano de manejo da APA seja respeitado e que a paisagem de campos, caracaterística da região, seja preservada. Só assim teremos um capital turístico para implementar ações que nos projetem para o cenário nacional e internacional do turismo”, defende o candidato.

Outras ações como a implantação do Cinturão Verde da Agricultura Familiar com produção de alimentos sem agrotóxico, o programa de pavimentação social que protege o solo e ajuda na contenção de enchentes, o abandono da ideia do Contorno Norte para não afetar a APA da Escarpa com a efetivação da proposta do Contorno Sul também são ações que irão impactar decisivamente para a proteção ambiental. 

As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE

Recomendados