PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Rangel reage após anúncio de demissão em massa na VCG

Ponta Grossa

17 de novembro de 2020 18:37

Afonso Verner


Relacionadas

Pesquisador de PG recebe homenagem da Câmara

OAB denuncia prática da eutanásia em cães de PG

Unium vai investir R$ 379 mi em fábrica de queijos em PG

Saiba o que é harmonização facial e onde fazer em PG
Transporte coletivo ganha maior proteção contra a covid
PG vacina público geral de 34 e 35 anos na sexta
PL da ‘linguagem neutra’ em escolas de PG sai para vistas
Rangel reagiu à decisão da empresa em demitir mais de 200 funcionários Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Prefeito usou as redes sociais para prometer reação à decisão da empresa em demitir 230 funcionários. Gestor deve assinar decreto que proibirá demissões

O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PSDB), usou as redes sociais para prometer uma reação à decisão da Viação Campos Gerais (VCG) em demitir 230 funcionários - o caso tem sido discutido junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT). Rangel se disse “surpreso e indignado” ao saber da demissão em massa de trabalhadores que atuam no transporte coletivo. 

“Me admira muito receber uma notícia dessa. Eu vou tomar a ação adequada para impedir que isso [demissão em massa] ocorra”, afirma. Rangel questionou os motivos que levaram à demissão sem informações prévias. “Estou fazendo um decreto municipal que proíbe qualquer tipo de atitude unilateral que vise demissão em massa de funcionários da empresa”, afirma.

Segundo Rangel, esse tipo de demissão só poderia ser feita em caso de justa causa. “O decreto vai prever que esse tipo de demissão só possa ser feita com envio de documentação prévia à Prefeitura com no mínimo três meses de antecedência”, disse Marcelo. O documento citado pelo prefeito deve ser publicado em Diário Oficial nas próximas horas. 

O prefeito afirma que o decreto impedirá a empresa, concessionária de serviço público, não possa fazer a demissão em massa, apenas demissões já previstas. “Uma demissão prévia sem antes informar a Prefeitura não será algo admitido. Me parece algo muito esquisito isso neste momento”, afirmou Rangel na live feita no Facebook.  

Rangel qualificou ainda que a demissão em massa na VCG, sem o aviso prévio à Prefeitura, órgão concedente do transporte público, é um “desrespeito com as famílias e com a população ponta-grossense”. “Não vamos permitir que isso aconteça”, disse o prefeito de Ponta Grossa.

PUBLICIDADE

Recomendados