Casa é destruída por incêndio e família desconfia de crime

Ponta Grossa

19 de novembro de 2020 07:48

Da Redação


Relacionadas

Tudo que você precisa saber sobre a vacinação em PG

PM detêm quatro pessoas com cocaína em Uvaranas

'Ponta Grossa está preparada para a vacinação', diz Elizabeth

Casa é destruída após incêndio criminoso no Ouro Verde
Regional de Saúde recebe 'reforço' de insumos para vacinação
Butantan vai suspender acordos de vacinação com prefeituras do Paraná
Motorista é preso após engavetamento na Aldo Bonde
PUBLICIDADE

Moradores ouviram barulhos no telhado e sentiram forte cheiro de gasolina; galão foi encontrado no lado externo da casa

Uma família perdeu tudo num incêndio ocorrido na madrugada desta quinta-feira (19) no Parque do Café, em Ponta Grossa. O fogo destruiu um imóvel localizado na rua Zeus, no Jardim Vitória, e por sorte ninguém ficou ferido. A principal suspeita é de que as chamas tenham origem criminosa e o caso segue sob investigação da Polícia Civil.

Conforme foi apurado no local, estavam no imóvel a mãe, de 58 anos, e uma das filhas, de 24. As duas estavam dormindo quando escutaram um barulho no telhado da sala. Ao mesmo tempo, começaram a sentir um forte cheiro de gasolina. Do lado de fora, perto da porta da sala, foi encontrado um galão de combustível, indicando que o fogo possa ter sido proposital.

As mulheres ainda tentaram apagar o fogo na sala com mangueiras, mas as labaredas já estavam muito altas e elas tiveram que deixar o imóvel para salvar a própria vida. O marido da proprietária não estava no imóvel porque viajava a trabalho. No terreno há ainda um paiol e outra casa, onde mora mais uma filha do casal – essas duas estruturas não foram atingidas pelo fogo.

Dois caminhões do Corpo de Bombeiros foram necessários para controlar o incêndio, e a Polícia Militar também esteve no local para registrar o boletim de ocorrência. A PM também realizou buscas pela região, mas não encontrou nenhum suspeito de cometer o crime.

Agora, a família pede ajuda para reconstruir a residência e depende de doações de móveis e roupas, já que perderam todos os seus pertences. 

PUBLICIDADE

Recomendados