Elizabeth promete CEP Cidadão para casas sem Correios

Ponta Grossa

23 de novembro de 2020 18:05

Da Redação


Relacionadas

Tudo que você precisa saber sobre a vacinação em PG

PM detêm quatro pessoas com cocaína em Uvaranas

'Ponta Grossa está preparada para a vacinação', diz Elizabeth

Casa é destruída após incêndio criminoso no Ouro Verde
Regional de Saúde recebe 'reforço' de insumos para vacinação
Butantan vai suspender acordos de vacinação com prefeituras do Paraná
Motorista é preso após engavetamento na Aldo Bonde
Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Candidata do PSD à Prefeitura quer facilitar acesso de cidadãos sem CEP aos serviços dos Correios

Em Ponta Grossa, os moradores de alguns núcleos habitacionais não contam com o serviço de entrega de correspondências pelos Correios. E foi conversando com essas pessoas que a candidata Professora Elizabeth (PSD) desenvolveu o programa CEP Cidadão como alternativa para esta situação. Com o CEP Cidadão, um número de registro geral será disponibilizado para que os moradores indiquem para a entrega. Com o CEP Cidadão, as correspondências serão entregues pelos Correios em uma Central de Distribuição Municipal e levadas na porta de casa pela Prefeitura.

“Uma das maiores dificuldades dos moradores de alguns núcleos é não ter o serviço de entrega diretamente em casa, tendo que pedir que as correspondências sejam entregues na casa de parentes, conhecidos ou até no trabalho. Com o CEP Cidadão, vamos facilitar a vida desses moradores, garantindo a entrega na porta de casa. Os Correios vão levar as correspondências para uma Central de Distribuição e a partir de lá, é a Prefeitura que assume a entrega”, explica a Professora Elizabeth.

No último final de semana, a Professora Elizabeth esteve no Conjunto Habitacional Buenos Aires apresentando o projeto, que foi bem recebido pelos moradores, devido a possibilidade de garantir um serviço que ainda não contempla essa região. A professora Elizabeth ainda adianta que o CEP Cidadão é um projeto de fácil execução. “Precisamos encontrar um local adequado para realizar a distribuição, que os Correios possam centralizar as entregas, e realocar uma equipe para realizar o trabalho. Mas dará mais tranquilidade aos moradores dessas regiões”, avalia.

As informações são da assessoria.  

PUBLICIDADE

Recomendados