UniCesumar realiza ações de enfrentamento contra covid-19

Ponta Grossa

26 de novembro de 2020 10:47

Da Redação


Relacionadas

Covid-19: Servidores da Prefeitura de PG afastados devem ser reavaliados

'Arena Tardezinha' é a nova praia urbana de PG

Prefeitura de PG perde R$ 90 mi com inadimplência

Sanepar parcela dívidas em até 60 vezes
JK quer reconhecimento do último faxinal ponta-grossense
PG garante castração gratuita de cães e gatos
Saiba quantas doses da vacina contra covid PG e região vão receber
No total, as ações desenvolvidas representaram um investimento de R$ 8 milhões. Foto: Reprodução/Unicesumar
PUBLICIDADE

Mobilizando esforços de todos os segmentos, Instituição reitera missão presente em 30 anos de história: o compromisso com a sociedade

Diante do aumento de casos de Covid-19 no Paraná, a UniCesumar, comprometida com a responsabilidade social, lançou uma campanha de conscientização da importância de respeitar as medidas de segurança propostas pelos órgãos de saúde. A ação vai ao encontro de outras iniciativas da Instituição, que desde o início da pandemia se mobilizou para auxiliar alunos, professores, colaboradores, profissionais de saúde e comunidade externa em diversas frentes. No total, as ações desenvolvidas representaram um investimento de R$ 8 milhões.

"O cenário provocado pela pandemia do novo coronavírus é preocupante", revela o reitor da Instituição, professor Wilson de Matos Silva. "Por isso, a UniCesumar enquanto universidade, se sente responsável em ajudar a sociedade por meio dos seus recursos tecnológicos, professores, alunos e profissionais. Colocamos em prática diversas iniciativas no combate ao enfrentamento a doença, no sentido de amenizar os danos da Covid-19 e firmar o nosso compromisso com a responsabilidade social.

"O vice-reitor da UniCesumar, Wilson Matos Filho, ressalta que a pandemia é desafiadora e precisa ser levada a sério. "Aprendemos a conviver com um inimigo invisível, que por meses nos retirou de nossas rotinas. Agora, mesmo com o pouco que conhecemos, conseguimos voltar, em medida, para parte de nossas atividades com muito cuidado e cumprindo os protocolos de segurança. Porém, no geral, a sociedade não tem agido com o rigor que requer a pandemia. Com isso, várias localidades têm registrado um aumento considerável de novos casos e nós, como formadores de opinião, precisamos fazer nosso papel. Precisamos ser exemplo", destaca.

Para que a mensagem de conscientização cause impacto, a Instituição providenciou comunicações em outdoors espalhados pela cidade e postagens nas redes sociais, que trazem mensagens sobre a importância de respeitar as medidas de distanciamento, bem como o uso de máscara e álcool em gel.

Conscientização e Auxílio a quem está na linha de frente

Além da campanha de conscientização, a UniCesumar também auxiliou os profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia. O primeiro ato nesse sentido foi o empréstimo de aparelhos respiradores ao Hospital Municipal de Maringá, seguido do início do trabalho de estudantes dos cursos de Saúde da Instituição junto a Secretaria de Saúde. As atividades contemplam desde teleatendimento à população até mutirões de testagens de Covid-19 em diversos bairros do município.

De acordo com a diretora dos cursos de Saúde da UniCesumar, Solange Lopes, os próprios alunos, junto aos professores, se voluntariaram para contribuir com a região. "No nosso entendimento, essa é a função e a retribuição que podemos dar à sociedade nesse momento em que mais se precisa de profissionais de saúde."

Responsabilidade Social

O apoio a profissionais e órgãos de saúde também ocorreu por meio de doações de máscaras face shields para hospitais de Maringá, Marialva, Sarandi, Londrina, Curitiba, Corumbá, Ponta Grossa, Paranavaí e Paiçandu, bem como a entrega de itens hospitalares às secretarias municipais de Saúde de Marialva e Sarandi. Ao todo, foram produzidas mais de 2 mil unidades de face shields em impressoras 3D, com a ajuda de alunos da Instituição.

Além disso, também foram produzidas mais de 3 mil unidades de máscaras de tecido, que foram entregues a colaboradores da Instituição e comunidade externa. Outras doações incluíram mais de 60 toneladas de alimentos doados a famílias de todo o Brasil.

"A educação, por seu valor social, deve ir além do superficial. Ela precisa fazer diferença na prática. O desafio de unir aprendizado acadêmico, tecnologia e responsabilidade social se tornou ainda mais necessário nesse tempo de pandemia. Nossos alunos e colaboradores sabem disso, o que tornou possível engajá-los em projetos sociais nesse tempo de Covid-19. Faz parte da nossa missão contribuir para uma sociedade justa e solidária. Está em nosso DNA", ressalta Weslley Matos, diretor de Relações Institucionais e responsável pelo departamento de Responsabilidade Social da UniCesumar.

De acordo com o pró-reitor executivo de Ensino a Distância da UniCesumar, William de Matos Silva, a realização de ações sociais faz parte do propósito da Instituição. "Por ser algo tão forte e presente no dia a dia da nossa instituição, buscamos levar essa atitude também aos nossos mais de 700 polos EAD por todo o país. Assim, criamos uma rede de solidariedade, envolvendo alunos, colaboradores, parceiros e toda a comunidade onde estamos presentes. Isso se tornou gigantesco, e neste momento tão difícil de pandemia, já conseguimos ajudar milhares de famílias pelo Brasil", declara.

A educação que não parou

Implementar a rotina de aulas remotas para os alunos do ensino presencial representou um grande desafio. No entanto, baseada na cultura da UniCesumar de ser pré-disposta para a inovação, a empreitada obteve êxito. Assim, desde março desde ano, professores preparam o material das disciplinas e, no horário em que estariam em sala de aula, entram ao vivo com os alunos por meio da ferramenta Google Meet. Além disso, conteúdos das disciplinas também são disponibilizados para os estudantes na plataforma Studeo.

"É desafiador para todos", revela a pró-reitora de Ensino Presencial, Andrea Borim, ressaltando que prevalece a importância de se adaptar diante das adversidades - especialmente utilizando a tecnologia. "Demos segurança aos nossos alunos e professores. Acredito que o motivo disso seja a descoberta das possibilidades infinitas que a tecnologia pode agregar ao ensino presencial. O momento nos forçou a vencer uma barreira", destaca.

Além das aulas remotas, os alunos do ensino presencial também estão participando de uma série de eventos que, por serem virtuais, viabilizam a participação de grandes nomes de diversas áreas. Alguns exemplos foram o Comuneek ON, realizado pelos alunos dos cursos de Comunicação, e a Semana de Educação da UniCesumar de Londrina, que teve a participação do Secretário de Educação e Esporte do Paraná, Renato Feder.

Informações Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados