13º injetará mais de R$ 126 mi na economia de PG até dia 30

Ponta Grossa

26 de novembro de 2020 19:57

Fernando Rogala


Relacionadas

PG conquista nova viatura para a Patrulha Maria da Penha

PG confirma três óbitos pela Covid neste domingo

Elizabeth lamenta morte por Covid de engenheiro em PG

Em PG, homem é encontrado morto dentro de residência
Engenheiro morre por complicações da Covid em PG
Festa da Uva encerra 38ª edição neste domingo
Fiscalização flagra desrespeito ao toque de recolher em PG
Primeira parcela geralmente é usada para pagar dívidas. Já segunda parcela é injetada diretamente no comércio Foto: Otto Drone
PUBLICIDADE

Primeira parcela do 13º salário deverá ser pago até segunda-feira, dia 30, aos mais de 93 mil trabalhadores formais


Vence, nesta segunda-feira, dia 30 de novembro, o pagamento da primeira parcela do 13º salário aos trabalhadores formais, benefício também conhecido como gratificação natalina. Com isso, mais de R$ 125 milhões deverão ser injetados na economia municipal até o início da próxima semana. Os números são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que projeta a movimentação da R$ 253,57 milhões, pagos aos mais de 93 mil trabalhadores formais registrados em Ponta Grossa. Neste montante não estão inclusos os valores pagos pela Previdência Social aos aposentados e pensionistas, quitados ainda no primeiro semestre, devido à pandemia do novo coronavírus.

Nesta primeira parcela é pago a metade exata de um salário mensal, não incidindo o desconto de impostos e contribuições (o que ocorre apenas na parcela final, que deve ser quitada até o dia 20 de dezembro). De acordo com a legislação, o pagamento do 13º deve ser pago em duas vezes, como informa o contabilista Carlos Lazarotto. “Neste dia 30 é obrigatório o pagamento da primeira parcela, sem desconto nenhum, com o adiantamento de 50%, sujeito a penalidade pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)”, revelou o profissional, explicando que essa multa seria por funcionário que não recebeu. Ele explica que há empresas que deixam para pagar em uma parcela, o que ocorre em acordo entre as partes (empresários e trabalhadores), mas é algo que não está previsto em lei. 

Conforme já informou o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Ponta Grossa (Sindilojas PG), José Loureiro, a primeira parcela nem sempre é aplicada diretamente no comércio, como ocorre com a segunda. Contudo, como ele explica, o comércio também é diretamente beneficiado, afinal, um expressivo percentual dos consumidores costuma acertar as dívidas com esse dinheiro extra da primeira parcela, para ter o nome limpo e estarem aptos para comprar em dezembro.


Prefeitura pagou R$ 24 milhões aos servidores

A prefeitura de Ponta Grossa já pagou o 13º salário aos servidores municipais. A primeira parcela foi quitada no mês de agosto, enquanto que a segunda foi paga nesta quinta-feira, dia 26 de novembro. Enquanto na primeira parcela a prefeitura liberou o valor de R$ 13 milhões, nesta quinta o valor pago foi de R$ 11 milhões, já com os devidos descontos incidentes nesta segunda parcela. No total, o município injetou R$ 24 milhões na economia municipal, apenas com a gratificação natalina.

PUBLICIDADE

Recomendados