Mabel e Elizabeth lutam por maioria na Câmara de PG

Ponta Grossa

27 de novembro de 2020 16:40

Afonso Verner


Relacionadas

Dupla armada assalta padaria em Uvaranas; veja o vídeo

CREAS passa a atender em novo endereço em PG

Acusado de matar professora tem prisão substituída

Grupo de jovens realiza feira comunitária no sábado
PM detém suspeito de clonar cartões e contas bancárias
Aliel Machado pede ação do Itamaraty para garantir vacinas
Rapaz fuma maconha dentro do carro e é preso pela GM
Foto: Kauter Prado / CMPG
PUBLICIDADE

Vereadores ligados à Professora Elizabeth somam 11 cadeiras, enquanto Mabel Canto tem seis apoios, entre eles os três mais votados(as)

A formação de bancadas na Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG) já tem os tons e traços da próxima gestão. Ao observar o grupo partidário dos 19 parlamentares eleitos(as), nota-se que o grupo da prefeiturável Elizabeth Schmidt (PSD) formou maioria, enquanto o grupo liderado por Mabel Canto (PSC) reúne os três vereadores(as) mais votados.

Entre os 19 vereadores(as) eleitos, 11 deles(as) são de partidos ligados ao grupo de Elizabeth ou declararam apoio à professora. Entre os parlamentares do grupo eleitos estão Felipe Passos e Doutor Erick (PSDB), Soldado Pastor Ezequiel (Avante), Paulo Balansin, Divo e Daniel Milla (todos do PSD) - Felipe Passos ‘rachou’ com o grupo de Elizabeth ainda durante a campanha e deve permanecer neutro se a professora for eleita. Já o Partido Verde (PV) elegeu Filipe Chociai e Léo da Farmácia, também ligados ao grupo de Elizabeth. 

Por sua vez, Leandro Bianco (Republicanos) e Missionária Adriana Jamier (SD) foram eleitos em um grupo ligado à candidatura de Marcio Pauliki (SD) e Ricardo Zampieri (Republicanos), mas já declararam apoio ao projeto de Elizabeth. Curiosamente, as duas lideranças são ligadas à instituições religiosas. Jairton da Farmácia (DEM), também apoiador de Pauliki no primeiro turno, migrou para o grupo de Elizabeth.

Já o grupo de Mabel Canto soma, até o momento, seis vereadores, entre eles os três mais votados. Doutor Zeca (PSL), mais votado ao conquistar 4.816 votos, declarou apoio à Mabel - no primeiro turno, Zeca fez parte da coligação de Pauliki e Zampieri. Mabel também tem o apoio do segundo e da terceira mais votada: Geraldo Stocco (PSB) e Joce Canto (PSC), irmã da prefeiturável. 

Além disso, os candidatos Ede Pimentel e Izaias Salustiano (ambos do PSB), além de Julio Küller (MDB), devem compor um grupo alinhado com Mabel Canto. 

Oposição e sem posicionamento

A candidatura do Partido Socialismo e Liberdade, representada por Josi Kieras + Coletivo, já declarou que fará oposição ao próximo governo, seja ele liderado por Mabel ou Elizabeth. Quanto isso o vereador Walter José de Souza, o Valtão (PROS), ainda não declarou apoio a uma das duas candidaturas.

PUBLICIDADE

Recomendados