PG teve uma das vitórias mais ‘apertadas’ do Brasil no 2º turno

Ponta Grossa

30 de novembro de 2020 16:00

Afonso Verner


Relacionadas

Professora Elizabeth opta por atuação ‘low profile’

Câmara inicia sessões em 30 dias com ‘pauta bomba’

PG anuncia novas medidas contra a covid na sexta-feira

Loureiro e Elizabeth discutem projetos para o aeroporto
PG tem mais 4 mortes e se aproxima dos 15 mil casos
Após foto viralizar, diarista consegue emprego em PG
Missionária quer representar o protagonismo feminino
Ponta Grossa teve uma das eleições com resultado mais 'apertado' do Brasil Foto: Otto Drone
PUBLICIDADE

Entre as 57 cidades brasileiras que tiveram segundo turno, Ponta Grossa teve a 11ª menor ‘diferença’ entre primeira e segunda colocada

As eleições ponta-grossenses costumam apresentar percentuais ‘apertados’, especialmente no segundo turno - quando se observa os pleitos de 2004, 2008 e 2012 nota-se uma pequena diferença entre o primeiro e o segundo colocado no pleito. Já na eleição de 2020, Professora Elizabeth Schmidt (PSD) foi eleita com uma vantagem de  4,76%, percentual ‘grande’ para o histórico da cidade, mas ‘pequena’ quando comparada às demais cidades brasileiras. 

Quando observamos a diferença na votação entre as 57 cidades brasileiras que tiveram segundo turno, Ponta Grossa teve a 11ª menor diferença entre os municípios. Na Princesa dos Campos , a Professora Elizabeth Schmidt (PSD) obteve 52,38% dos votos válidos, enquanto Mabel Canto (PSC) conquistou  47,62%, resultando em uma diferença de 4,76%.

Já os municípios de Belém (PA), Cuiabá (MS), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Caucaia (CE), Contagem (MG), Diadema (SP), tiveram uma diferença mais apertada que Ponta Grossa, todos com vencedores na casa de 51%.

Menores diferenças do Brasil

As menores diferenças nos pleitos do segundo turno foram observadas nos municípios de: Mauá (SP), onde o vencedor obteve 50,74%; São Gonçalo (RJ), onde o vencedor ficou com 50,79%; e Taboão da Serra (SP) que teve a disputa mais apertada, com 50,63% para Aprigio (PODE), contra 49,37% do Engenheiro Daniel (PSDB), diferença de 1,26%. 

Maior diferença 

Por outro lado, a maior diferença foi observada em Boa Vista, capital de Roraima, onde o vencedor do pleito, Arthur Henrique (MDB), conquistou 85,36% dos votos válidos, contra 14,64% de Ottaci (Solidariedade), o que representa uma diferença de 70,72%.

PUBLICIDADE

Recomendados