Medidas restritivas não afetam o comércio de PG

Ponta Grossa

02 de dezembro de 2020 18:32

Da Redação


Relacionadas

Foragido da Justiça é atacado com golpes de facão em PG

Moto vai parar embaixo de carro em acidente no Contorno

Covid-19: Servidores da Prefeitura de PG afastados devem ser reavaliados

'Arena Tardezinha' é a nova praia urbana de PG
Prefeitura de PG perde R$ 90 mi com inadimplência
Sanepar parcela dívidas em até 60 vezes
JK quer reconhecimento do último faxinal ponta-grossense
O Comitê de Emergência da Covid-19 esteve reunido nesta tarde (02) para analisar a necessidade de aplicação de novas medidas em Ponta Grossa. Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

O decreto atual permite o funcionamento das atividades comerciais sem restrição de horário

O Comitê de Emergência da Covid-19 esteve reunido nesta tarde (02) para analisar a necessidade de aplicação de novas medidas em Ponta Grossa. Conforme a reunião, seguem vigentes as determinações do decreto 17.900/2020, que precisam ser cumpridas à risca por todos os setores, tanto no comércio, como setor gastronômico, realização de eventos ou encontros religiosos. 

“O atendimento desses regras é fundamental para manter o controle da doença em nossa cidade, evitando um crescimento descontrolado dos casos, o que exigiria a aplicação de medidas mais rígidas, como a retomada da escala no comércio e outras restrições. Vamos encaminhar um ofício aos sindicatos e associações representativas dos setores comerciais e de prestação de serviços, pedindo cumprimento rigoroso das medidas de proteção que estão vigentes, para que continuem sendo eficientes e adequadas para o controle dos casos”, informa o comitê.

O decreto atual permite o funcionamento das atividades comerciais sem restrição de horário, desde mantido controle sobre a capacidade de pessoas no local, uso obrigatório de máscara, disponibilização de produtos para higiene das mãos, entre outros. Estas regras seguem vigentes por hora e o funcionamento do comércio para as festividades de fim de ano será definido pelos representantes do setor. 

“Apelamos ao bom senso das pessoas para a manutenção desses cuidados, diante do movimento maior de público no comércio pelas festividades de fim de ano. Sem restrição no horário de atendimento, esperamos que não haja aglomerações e os consumidores possam se organizar para realizar suas compras com segurança”, aponta o comitê.

PUBLICIDADE

Recomendados