Casal é preso em flagrante em PG com 160 gatos

Ponta Grossa

03 de dezembro de 2020 19:02

Da Redação


Relacionadas

Professora Elizabeth opta por atuação ‘low profile’

Câmara inicia sessões em 30 dias com ‘pauta bomba’

PG anuncia novas medidas contra a covid na sexta-feira

Loureiro e Elizabeth discutem projetos para o aeroporto
PG tem mais 4 mortes e se aproxima dos 15 mil casos
Após foto viralizar, diarista consegue emprego em PG
Missionária quer representar o protagonismo feminino
Casal já havia sido denunciado pelos moradores do Bairro Contorno, anteriormente, por manter gatos dentro de casa Foto: Divulgação Policia Civil
PUBLICIDADE

Centro de Referência aos Animais recolheu 29 felinos pela manhã. O problema é encontrar um local adequado para acomodá-los

A Polícia Civil deflagrou uma operação na manhã desta quinta-feira (3) para prender um casal acusado de maus-tratos a animais.  Gatos viviam em duas residências, uma no Jardim Canaã no bairro Contorno e outra no bairro Boa Vista. Em ambas as casas existia um grande acúmulo de gatos. Ao todo foram encontrados, nas duas residências, aproximadamente 160 felinos.

A denúncia partiu do Grupo Fauna, contra os donos dos felinos e também a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa que não fizeram a retirada dos animais. O casal proprietário do imóvel foi preso em flagrante na região da Boa Vista, sendo encaminhadas para dar declarações na delegacia.

Segundo informações de Isabele Futerko, voluntária do Grupo Fauna, os gatos estão em situação de maus-tratos, o que foi confirmado pela veterinária Bárbara Maurício que acompanhou a situação.

Anael Ruccieri e Isabella Godoy, advogados do Grupo Fauna, não quiseram responder perguntas. No entanto, falaram que estão acompanhando a apreensão e retirada dos animais conforme a capacidade da Prefeitura e das ONGs envolvidas, sendo que outras providências ainda serão tomadas judicialmente.

O Grupo Fauna acompanha o caso desde 2017, para resolver a situação. O grupo entrou com uma ação civil pública contra a Prefeitura Municipal, pedindo para o poder público tomar alguma providência. Em janeiro deste ano teve uma busca e apreensão na casa e foram retirados alguns gatos em péssimo estado de saúde. Porém, em abril a Prefeitura Municipal fez a última retirada e não retornou para dar andamento a remoção dos felinos no local.

Veja nota da Polícia Civil sobre o caso:

Na manhã de hoje (3), a Polícia Civil de Ponta Grossa, em apoio ao cumprimento de um mandado de constatação expedido nos autos de uma ação civil pública, efetuou a prisão em flagrante de um casal pela prática do crime de maus-tratos a animais. A ação ocorreu em dois endereços, nos Bairro Contorno e Boa Vista. No total, foram localizados 164 gatos, confinados em locais impróprios, com péssima higiene, alguns desprovidos de água e comida.  O casal, com 54 e 58 anos de idade, foi conduzido para a 13a Subdivisão Policial de Ponta Grossa, onde foi lavrado o flagrante pela prática do crime de maus-tratos, com pena que pode chegar a 5 anos de reclusão. Parte dos animais, que estavam em situação pior, foram recolhidos pelo setor de zoonose do município, com apoio de ONGs.


Matéria atualizada às 15h46 com novas informações

PUBLICIDADE

Recomendados