PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

João Barbiero vai cumprir prisão em casa com tornozeleira

Ponta Grossa

22 de dezembro de 2020 16:44

Afonso Verner


Relacionadas

Bento e Juca somem em PG e deixam tutora angustiada

Alunos deflagram protesto contra professor de PG

‘Política na Rede’ entrevista Leandro Bianco nesta sexta

Resultado do Vestibular da UEPG sai na segunda
Conserto de rede afeta moradores da Coronel Cláudio
Ponta-grossenses participam do 13º Transcatarina na terça
Brinca Sesc oferece dia com atividades para crianças em PG
Barbiero foi preso suspeito de corrupção Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Empresário foi preso pelo Gaeco na última terça-feira (15) suspeito de envolvimento em um caso de corrupção

O empresário João Barbiero deve deixar o Complexo Médico Penal (CMP) em Pinhais, região metropolitana de Curitiba, nas próximas horas. Uma decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) determinou que o empresário, preso pelo Gaeco na última terça-feira (15) suspeito de corrupção, cumpra a prisão em casa, usando tornozeleira eletrônica. 

A defesa de Barbiero apresentou pedidos de liberdade à 1ª Vara Criminal de Ponta Grossa e ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), ambos negados. Foi apenas no STF que a defesa de Barbiero conseguiu uma decisão favorável ao empresário - a decisão de permitir que Barbiero cumpra a prisão em casa foi do ministro Humberto Martins. 

A decisão do ministro cita o fato de que João sofre de graves problemas de saúde e precisaria ficar em casa - desta forma, o ministro decidiu converter a prisão preventiva em domiciliar. Além de usar tornozeleira, Barbiero deverá sempre ceder acesso à sua casa às autoridades policiais, sempre que necessário, além de ser proibido de ter contato com terceiros, deve desligar as linhas fixas de telefone e entregar às autoridades os telefones móveis, computadores, tablets e afins que possua e ainda está proibido de sair sem autorização prévia de casa ou de manter contatos telefônicos. 

PUBLICIDADE

Recomendados