PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Secretariado de Elizabeth não altera composição da Câmara

Ponta Grossa

30 de dezembro de 2020 15:59

Afonso Verner


Relacionadas

Saúde registra seis novos óbitos neste domingo em PG

Projeto social de PG pede doações para a Páscoa

Secretário Osmar Hilgemberg Junior morre de covid-19

Caminhão atropela pedestre na Av. Presidente Kennedy
Fiscais encontram bar aberto no toque de recolher
PG tem mais sete mortes e 215 novos casos da Covid
Prefeitura realiza manutenção na UPA Santa Paula
Foto: Israel Kae
PUBLICIDADE

Com equipe praticamente definida, escolha do secretariado não envolve parlamentares eleitos para a próxima legislatura

A primeira prefeita eleita da história de Ponta Grossa, Professora Elizabeth Schmidt (PSD), praticamente definiu a equipe de secretários(as) e gestores de primeiro escalão que irão compor o próximo governo - faltam apenas alguns nomes. Com os nomes do primeiro escalão confirmados, as escolhas de Elizabeth e do vice, Capitão Saulo (também do PSD), não deverá haver alteração na composição na Câmara Municipal de Ponta Grossa. 

Historicamente, os prefeitos eleitos costumam convidar vereadores eleitos para compor o secretariado e isso acaba abrindo vagas na Câmara. O vereador Maurício Silva (PSDB), por exemplo, foi secretário de Governo durante boa parte de seu quarto mandato como vereador e durante o segundo mandato de Marcelo Rangel (PSDB), entre 2017 e 2020. Na gestão de Elizabeth, Maurício assumirá o posto de Secretário de Recursos Humanos. 

Para 2021, Elizabeth não convidou nenhum vereador eleito para ocupar cargo de secretário ou postos no primeiro escalão. No entanto, além do suplente Maurício Silva (PSDB), a prefeita também convidou Celso Cieslak (PRTB) para ser presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT). Na prática, as escolas de Elizabeth não devem interferir na formação inicial da Câmara

Guiarone deve ficar com a vaga de Valtão

No entanto, as escolhas de Elizabeth deverão mudar uma futura composição do Legislativo. Com o processo de cassação de Walter José de Souza, o Valtão (PRTB), já aceito, quem assumiria a vaga (em caso de efetiva cassação) seria Celso Cieslak, escolhido como presidente da AMTT para a próxima gestão.

Novo mandato no Legislativo

Neste caso, a vaga deverá ficar com Sargento Guiarone (PRTB), presidente do partido, autor do pedido de cassação de Valtão. Guiarone é o segundo suplente da chapa. O policial militar da reserva cumpriu um primeiro mandato no Legislativo entre 2017 e 2020 e acabou não conseguindo se reeleger.

Outros vereadores da base

Outros nomes da base governista não foram contemplados no primeiro escalão de Elizabeth. Entre eles, o ex-vereador ex-líder do Governo, Romualdo Camargo (Avante), e o atual líder do Governo, Vinícius Camargo (PSD). Por sua vez, Camargo conseguiu uma expressiva votação em 2020, mas acabou de fora da nova legislatura na Câmara. 

PUBLICIDADE

Recomendados