PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Família de PG pede ajuda para tratar criança queimada

Ponta Grossa

06 de janeiro de 2021 14:00

Da Redação


Relacionadas

Mutirão de Vacinação aplica 1ª dose em mais de 3,2 mil idosos

PG chega a 420 mortos e quase 24 mil casos da covid

PG inicia 2ª dose da vacina em idosos com mais de 90

Idosa de 76 é atacada por pitbull e tem perna lacerada
Vítima fatal de incêndio em PG é identificada
Fogo atinge casa e homem morre queimado em PG
Prefeitura vacinou 2,4 mil idosos neste sábado contra covid
Os pais de Pietro agradecem desde já pelas doações. Os médicos preveem um longo tratamento para a criança. Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Vaquinha online foi criada para poder arcar com os custos de tratamento, insumos para a criança, alimentação e estadia

A família do pequeno Pietro do Prado Ribeiro, de 2 anos, está em busca de apoio para bancar o tratamento do menino. Ele sofreu queimaduras de 2º e 3º graus provocadas por óleo de cozinha no mês de dezembro no bairro de Uvaranas, em Ponta Grossa. 

Desde a noite de 19 de dezembro Pietro se recupera no Hospital Evangélico de Curitiba. Na manhã daquele sábado, duas semanas após completar 2 anos de idade, Pietro teve 55% do corpo queimado com óleo de cozinha fervente.

Devido ao tempo internado na UTI, a família sofre para arcar com os custos de tratamento, estadia, fraldas e alimentação e por isso foi criado uma vaquinha online onde qualquer pessoa pode doar qualquer valor.

Qual o objetivo da vaquinha?

A vaquinha é necessária para a família se manter em Curitiba. Recentemente, conseguiram um hotel pela metade do preço, mas a campanha ainda será útil para pagar os insumos que a criança necessita como fralda, lenços, alguns remédios e comida.

Como a família teve que passar o fim do ano em Curitiba, o custo desses materiais estava mais alto. Após receber alta, Pietro vai precisar de remédios e protetores pois, segundo a mãe, a criança não vai poder tomar sol. Transporte também é um problema, pois o pai de Pietro precisa voltar para Ponta Grossa algumas vezes para cuidar das outras crianças que estão sob o cuidado de sua filha mais velha.

Os pais de Pietro agradecem desde já pelas doações. Os médicos preveem um longo tratamento para a criança. Doações também são aceitas no estacionamento Campos na rua Frei Caneca, 111. Local de trabalho do pai de Pietro.

Para fazer uma doação basta acessar o link da vaquinha online.

Como aconteceu

No dia 19 de dezembro, perto das 10h30 da manhã, a mãe de Pietro o deixou com sua cunhada, que colocou óleo numa panela, ligou o fogo e foi para fora da casa. Quando sua filha de 4 anos foi pegar um pedaço de bolo, esbarrou na panela com óleo fervente e o produto caiu em Pietro.

Segundo a mãe, havia mais de um litro de óleo na panela e os médicos dizem que a criança sofreu queimaduras de 3º grau da cintura para cima, mas ele também sofreu lesões nas pernas, cabeça, na orelha direito e nos braços – o rosto dele também foi atingido.

Devido ao agravamento das queimaduras, Pietro sofreu taquicardia, pressão alta, febre e infecção no cateter pois não há muitas veias por causa das queimaduras. Ele também desenvolveu anemia porque, a cada ida ao centro cirúrgico, acaba perdendo mais sangue.

O quadro de saúde atual de Pietro é estável e não precisa de aparelho para respiração e para regular os batimentos cardíacos. A pele já está mais recuperada, a região do rosto está quase totalmente recuperada, mas a cabeça e o tronco ainda estão lesionados.

PUBLICIDADE

Recomendados