PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Comitê Gestor avalia impactos da covid em PG

Ponta Grossa

14 de janeiro de 2021 09:38

Da Redação


Relacionadas

Protesto pede abertura do comércio em PG

Caminhão com carga de iogurte tomba na região do Sabará

Elizabeth se manifesta sobre mobilização de empresários

Sanepar realiza obras de interligação no domingo
Manjabosco apresenta dados da Covid-19 à AMPG
Egresso da UEPG desenvolve 'torre' que inativa coronavírus
Homem é preso por estuprar enteada de seis anos em PG
Taxa de ocupação dos leitos hospitalares será um dos temas tratados na reunião de hoje Foto: Arquivo / aRede
PUBLICIDADE

Reunião emergencial acontece hoje e medidas restritivas poderão ser adotadas por conta do aumento de casos


O Comitê Gestor constituído pela prefeita Elizabeth Schmidt vai se reunir nesta quinta-feira (14), possivelmente no início da tarde, para avaliar os indicadores epidemiológicos da pandemia. Também serão analisadas a taxa de ocupação dos leitos hospitalares e as recomendações do Comitê de Operações de Emergência da Saúde (COE).

De acordo com a asse4ssoria de imprensa da Prefeitura, outros temas da pauta desta reunião estão as estratégias para a vacinação da população contra a Covid, o retorno às aulas na rede municipal de ensino e novas estratégias de enfrentamento da pandemia. Eventualmente outras demandas poderão ser discutidas.

A situação de Ponta Grossa é preocupante. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou nesta quarta-feira (13) o maior número de contaminações pela covid-19 desde o começo da pandemia. Com 326 novos casos registrados apenas nesta quarta, a cidade já soma 14.744 casos confirmados. Além disso, a cidade registrou seis novas mortes e agora soma 230 óbitos.

Segundo a FMS, destes 326 casos, há 91 casos ‘retroativos’, registrados em outros dias e contabilizados apenas hoje. O boletim mostra que o município soma 14.744 contaminações desde o começo da pandemia, com 6.184 pessoas recuperadas, 8.259 pessoas em isolamento domiciliar, 38 pacientes em enfermaria e 28 internados em unidades de terapia intensiva (UTI). 

O boletim mostrou ainda a situação do Hospital Universitário (HU-UEPG), hospital de referência dos Campos Gerais no tratamento da covid. O documento mostra que das 46 vagas de UTI, 40 estão ocupadas. Já no caso dos leitos clínicos, dos 64 leitos disponíveis, 60 estão ocupados.

 

PUBLICIDADE

Recomendados