PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Tudo que você precisa saber sobre a vacinação em PG

Ponta Grossa

16 de janeiro de 2021 15:00

Afonso Verner


Relacionadas

PG tem mais sete mortes e 215 novos casos da Covid

Prefeitura realiza manutenção na UPA Santa Paula

Ônibus de PG operarão com 'horário de domingo'

Prefeitura de PG tira dúvidas sobre serviços de delivery
Autoridades fiscalizam mais de 130 estabelecimentos em PG
PG suspende aulas presenciais na rede municipal
Em vídeo, Elizabeth pede apoio popular no combate à Covid
Coronavac será distribuída em todo o Brasil Foto: Agência Brasil
PUBLICIDADE

Reportagem do Portal aRede reuniu principais informações sobre o processo de vacinação disponíveis até o momento

A vacinação contra a covid-19 tem gerado dúvidas em todo o Brasil. Com idas e vindas envolvendo o Governo Federal, o processo de vacinação, agora comandado pelo Ministério da Saúde, gerou dúvidas na população. Para sanar tais problemas, o portal aRede decidiu reunir as principais informações disponíveis até o momento (sábado, 16 de janeiro, às 14h30), sobre o tema. Acompanhe:

Quando a vacinação deve começar?

Em todo o Brasil, o processo de vacinação deve começar na próxima quarta-feira (20) às 10h. O mesmo acontece em Ponta Grossa. 

Quem serão os primeiros vacinados?

Segundo o secretário de Saúde da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG), Rodrigo Manjabosco, o grupo prioritário na cidade são os profissionais de saúde que estão na "linha de frente" no combate à covid-19. Rodrigo estima que hoje existam 2,8 mil profissionais de saúde em atuação na cidade. Em um segundo momento, os idosos que estão em instituições de longa permanência (asilos) serão os próximos a serem vacinados. 

Qual será o local da vacinação?

Em um primeiro momento, os funcionários da saúde serão vacinados nos próprios locais de trabalho para evitar aglomerações. Em seguida, a expectativa é que as Unidades Básicas de Saúde (UBS) sejam usadas para vacinar o restante da população. 

O que já foi 'recebido'?

A sede da Terceira Regional de Saúde, órgão que compreende o sistema de saúde de PG e outros 12 municípios, recebeu neste sábado (16) insumos para a vacinação (luvas, máscaras, seringas e etc). Até o momento a vacina não chegou à cidade. Isso deve acontecer nos próximos dias.

Qual será a vacina aplicada?

Neste primeiro momento, a vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde será a Coronavac, produzida pelo instituto Butantan. O Ministério tenta trazer 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford e produzida na Índia - mas as negociações para a remessa emperraram. 

Quantas doses serão recebidas?

Até o momento não se sabe quantas doses Ponta Grossa receberá da vacina. Rodrigo Manjabosco espera receber uma quantia suficiente para iniciar a imunização de boa parte dos agentes de saúde. 

Qual a efetividade da Coronavac?

Estudos feitos para liberação da vacina mostram que a vacina se mostra eficaz em 100% dos casos graves de covid-19 e 78% eficaz em relação a casos leves que precisam de atendimento médico. A vacina é aplicada em duas doses, com intervalo de 14 dias entre elas.

O que representa a suspensão do convênio entre a Prefeitura e o Butantan?

Noticiamos neste sábado (16) que o Instituto Butantan, responsável pela produção da Coronavac, deverá romper o convênio firmado com várias prefeituras, inclusive a Prefeitura de Ponta Grossa - clique aqui para ver. Na prática, isso significa que as vacinas recebidas em Ponta Grossa (e em todo o Brasil) serão encaminhadas pelo Ministério da Saúde, de acordo com critérios populacionais. 

Mas então para que o convênio foi firmado? 

O convênio foi firmado entre a Prefeitura e o Butantan para que, caso o Ministério da Saúde seguisse sem interesse na Coronavac, as próprias prefeituras pudessem comprar a vacina, diretamente do Instituto. Como o Ministério de Saúde solicitou a entrega de todo o estoque, os convênios acabaram extintos.

PUBLICIDADE

Recomendados