PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Toque de recolher: fiscais encontram nove bares abertos

Ponta Grossa

17 de janeiro de 2021 08:42

Da Redação


Relacionadas

Homem é levado à delegacia por festa e posse de arma

Perseguição acaba em prisão de suspeitos de assalto na Bocaina

Sessões da Câmara de PG retornam com restrições

Ratinho reabre comércio e autoriza aulas presenciais
Governo do PR define regras para reabrir o comércio
Aulas presenciais retornam a partir de quarta-feira
Vereadores apoiam reabertura escalonada do comércio em PG
Responsáveis pelos estabelecimentos irregulares foram multados em quase R$ 900 Foto: Divulgação/PM
PUBLICIDADE

Pelo menos nove estabelecimentos comerciais descumpriram medidas determinadas pelo Poder Público e estavam abertos fora do horário permitido

Na segunda noite após o retorno do toque de recolher em Ponta Grossa, a operação policial montada para garantir o cumprimento do decreto municipal voltou a flagrar cenas de desrespeito à determinação do poder público e, principalmente, de irresponsabilidade quanto às medidas de prevenção para evitar o avanço da covid-19 em Ponta Grossa. Fiscais da Prefeitura Municipal, guardas municipais e policiais militares foram às ruas para fiscalizar e garantir o cumprimento da medida.

A operação teve início às 23h de sábado (16), quando se inicia o toque de recolher na cidade, e prosseguiu até as 3h deste domingo (17). Nesse período, segundo a PM, 131 estabelecimentos comerciais estavam fechados, mas nove foram flagrados funcionando fora do horário permitido pelo decreto municipal 18.290/2021. Nesses lugares, 91 pessoas foram abordadas e orientadas a irem para casa para respeitarem as determinações municipais.

Os responsáveis pelos nove estabelecimentos foram autuados e deverão pagar multas no valor de R$ 866,80. Ainda durante a fiscalização, foram encontrados quatro empresários com problemas no alvará e todos foram notificados sobre a necessidade de fazer a regularização.

O toque de recolher em Ponta Grossa foi determinado na última sexta-feira (15) pelo governo municipal após reunião do Comitê de Emergência Covid-19. Além da proibição de circulação de pessoas e do funcionamento de serviços não essenciais após as 23h, a medida assinada pela prefeita Elizabeth Schmidt (PSD) proíbe a venda e o consumo de bebidas alcoólicas após as 22h. Medida será válida pelo menos até o dia 29 deste mês.

PUBLICIDADE

Recomendados