PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Dois rapazes são atacados a tiros na saída de casa em PG

Ponta Grossa

17 de janeiro de 2021 16:03

Da Redação


Relacionadas

Idosa de 76 é atacada por pitbull e tem perna lacerada

Vítima fatal de incêndio em PG é identificada

Fogo atinge casa e homem morre queimado em PG

Prefeitura vacinou 2,4 mil idosos neste sábado contra covid
Idoso é agredido com golpes de facão em PG
Motorista bêbado foge após batida, mas é preso
Idoso morre na fila da vacinação em Ponta Grossa
Um dos rapazes foi levado ao hospital com ferimentos graves, com risco à vida; ninguém foi preso Foto: Arquivo/Divulgação
PUBLICIDADE

Vítimas tinham acabado de sair de casa e seguiam para carro de aplicativo quando foram surpreendidas com ataque

Horas depois da execução de um rapaz no bairro de Uvaranas, em Ponta Grossa, outros dois rapazes foram atacados a tiros. O crime aconteceu na manhã deste domingo (17) na rua Humberto de Campos, na Vila Rio Branco, perto do local da execução da noite anterior.

LEIA TAMBÉM: Rapaz é morto a tiros no portão de casa em PG

Conforme foi apurado no local do crime, um rapaz de 22 anos foi atingido por um tiro no ouvido e outro no pescoço e foi levado ao hospital com lesões graves, com risco à vida. Já o outro baleado, de 20 anos, foi atingido por um tiro nas costas e sofreu lesões moderadas. Eles foram atendidos no local por equipes do Samu.

As testemunhas do crime disseram que as vítimas tinham chamado um motorista por um aplicativo de celular e, quando saíram de casa em direção ao veículo, um carro e uma moto se aproximaram e atiraram várias vezes contra a dupla. Em seguida, os bandidos fugiram e ainda não foram encontrados.

O motorista do carro de aplicativo não se feriu e foi acompanhado até a 13ª Subdivisão Policial (SDP) para prestar depoimento na condição de testemunha. A Polícia Militar também esteve no local e realizou buscas em possíveis rotas de fuga, mas não encontrou nenhum suspeito de participar da dupla tentativa de homicídio.

O caso segue sob investigação da Polícia Civil e informações que ajudem as autoridades a esclarecerem o caso podem ser repassadas anonimamente aos telefones 181, 190 ou 197, ou ainda pelo Whatsapp da Polícia Civil pelo número (42) 99807-9691.

PUBLICIDADE

Recomendados