PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

PM detém suspeito de clonar cartões e contas bancárias

Ponta Grossa

21 de janeiro de 2021 09:52

Da Redação


Relacionadas

Prefeitura de PG prorroga duração do toque de recolher

EstaR Digital volta a funcionar na próxima quarta

Decreto estipula novo horário do comércio em PG

Pesquisadoras refletem sobre o papel da mulher
Senac auxilia Prefeitura no Mutirão de Vacinação
Mulheres relatam desafios no ambiente hospitalar de PG
Mercado financeiro projeta inflação para 3,98% em 2021
Mensagens encontradas no notebook do suspeito indicam clonagem de contas e cartões Foto: EBC
PUBLICIDADE

Polícia foi acionada porque rapaz teve surto psicótico dentro de casa, mas acabou descobrindo evidências de um golpe financeiro aplicado em Ponta Grossa

Um rapaz de 29 anos foi preso na noite desta quarta-feira (20) suspeito de envolvimento com a prática de estelionato em Ponta Grossa. Ele foi flagrado conversando com outras pessoas sobre a prática de golpes financeiros depois que a Polícia Militar foi acionada para auxiliar numa suposta tentativa de suicídio na rua Senador Albuquerque Maranhão, no bairro Neves, por volta das 21h.

Conforme foi apurado no local, o rapaz teria se trancado no quarto e estaria ameaçando tirar a própria vida. O Samu também foi chamado para acompanhar a situação e, mesmo que o homem não tenha praticado nenhum ato contra si, ele foi conduzido até um hospital da cidade para ser melhor avaliado.

Como o rapaz não abriu a porta, a PM foi chamada para arrombar o quarto. Enquanto os médicos faziam o atendimento, os policiais encontraram mensagens suspeitas em um notebook que era utilizado pelo jovem. Antes da chegada do Samu e da polícia, ele trocava mensagens com outras pessoas indicando envolvimento na prática de golpes financeiros a partir da clonagem de cartões e contas bancárias.

Após receber atendimento médico no hospital, ele foi levado pela PM até a 13ª Subdivisão Policial (SDP) junto com o notebook e seu celular, que devem ser periciados pela Polícia Civil para investigação da prática de estelionato.

PUBLICIDADE

Recomendados