PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Investimentos de cervejarias em PG superam R$ 2,8 bi

Ponta Grossa

21 de janeiro de 2021 20:15

Fernando Rogala


Relacionadas

PM recupera seis motocicletas no Jardim Borato

Motociclista fica ferido após colisão na região central de PG

Agência do Trabalhador realizará atendimento apenas remoto

PG suspende Estar Digital e restringe ônibus nas ruas
Ponta Grossa registra mais 174 novos casos da covid-19
Câmara de PG suspende atividades na próxima semana
Vacinação de idosos acamados segue faixa etária da campanha
As cervejarias expandem a capacidade produtiva em Ponta Grossa Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Heineken e Ambev realizam novos investimentos nas fábricas em Ponta Grossa para ampliar a produção


Desde o início do programa Paraná Competitivo, o município de Ponta Grossa recebeu a instalação de mais de 40 indústrias, dos mais variados setores. Contudo, é o setor de bebidas o que mais recebeu investimentos nesta última década. Somente a Heineken e a Ambev, as duas maiores cervejarias do Brasil, contabilizam aportes que superam a marca de R$ 2,8 bilhões, tornando Ponta Grossa, uma cidade que se cresceu e se desenvolveu com uma cervejaria na região central (Adriática), em um dos maiores polos cervejeiros do país. 

A Heineken está em Ponta Grossa desde 1996, quando foi inaugurada a planta da Kaiser, no Distrito Industrial da cidade. Desde que instalada, a indústria da Kaiser se transformou em ‘Femsa’ e depois, em 2010, a Heineken fez a aquisição do grupo mexicano, adotando o tradicional nome holandês. Desde então, dois grandes investimentos foram realizados, um de R$ 414 milhões, concluído em 2016, e o outro anunciado em março do ano passado, de R$ 865 milhões, que será concluído neste ano. A primeira expansão garantiu a ampliação de 40% da capacidade produtiva, e esta segunda, irá elevar em 75%, mais do que dobrando a produção máxima registrada há cinco anos. Assim, o total investido se aproxima de R$ 1,3 bilhão no município.

Agora, nesta quarta-feira (20), a Ambev confirmou um novo investimento, de R$ 370 milhões para ampliar a produção de cervejas puro malte e premium na cidade. Este é o primeiro grande investimento desde que a fábrica foi inaugurada, no primeiro semestre de 2016, às margens da BR-376, na divisa com o município de Tibagi. A Cervejaria Adriática, como batizada pela Ambev, teve as obras iniciadas em 2013, e iniciou a produção em 2015, com um investimento inicial de R$ 848 milhões. Contudo, desde que foi inaugurada, recebeu uma série de investimentos individuais, de forma que, até este início do ano, segundo a fabricante, um total de R$ 1,2 bilhão já foram aplicados na planta fabril.


Produção supera 1 bilhão de litros

Nenhuma das cervejarias confirmaram, recentemente, os números de produção. Mas as últimas informações oficias reveladas quanto à capacidade de produção, em 2016, são de 6 milhões de hectolitros por ano (ou 600 milhões de litros) da Ambev e de 4,8 milhões de hectolitros por parte da Heineken (480 milhões de litros), o que representa uma capacidade instalada superior a 1 bilhão de litros por ano. Em Ponta Grossa são produzidas, pela Ambev, as cervejas Skol, Brahma, Brahma Duplo Malte, Sub Zero, Antarctica, Serramalte, Original e Budweiser; enquanto que pela Heikenen, as cervejas Kaiser, Amstel, Bavaria, Heineken, Heineken 0.0 e Sol.

PUBLICIDADE

Recomendados