PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

“O SUS vai sair fortalecido”, diz Michele Caputo

Ponta Grossa

21 de janeiro de 2021 21:15

Afonso Verner


Relacionadas

Conheça a Adquira Imóveis, parceira aRedeNegócios

PG fixa multa de R$ 5 mil por desrespeito a novo decreto

Alphaville Urbanismo anuncia novo empreendimento em PG

Vaquinha arrecada fundos para cadeira de rodas
Ponta Grossa deve abrir novos leitos Covid-19
Bakri garante emendas para Assistência Social de PG
PG ultrapassa os 22 mil casos positivos de covid-19
Foto: Arquivo / aRede
PUBLICIDADE

Deputado estadual foi secretário de Saúde do Paraná e afirmou que o Ministério de Saúde “deixou de ter protagonismo”

Presidente da Frente Parlamentar para combate da covid-19, o deputado estadual Michele Caputo (PSDB) visitou Ponta Grossa nesta quinta-feira (21). Ex-secretário de Saúde do Governo do Estado e da Prefeitura de Curitiba, Caputo é funcionário de carreira da Secretaria de Saúde e farmacêutico por formação. Na visita à redação do Portal aRede e Jornal da Manhã, Caputo destacou as ações da Frente Parlamentar para combater a pandemia.

O deputado estadual do PSDB destacou que, após a pandemia, o Sistema Único de Saúde (SUS) deve sair fortalecido. “Tenho uma vida inteira dedicada à saúde pública e hoje vimos que o SUS é fundamental para a população. O SUS foi capaz de atender a população brasileira em um momento crítico e, mesmo sobrecarregado, segue sendo nossa principal arma para combater a pandemia”, disse o deputado. 

Com a experiência de ter gerenciado a saúde pública paranaense por sete anos e três meses no posto de secretário de Estado, Caputo destacou o trabalho do vice-reitor da UEPG, professor Everson Krum. “Tenho muito orgulho de junto do Everson ter transformado esse hospital [Hospital Regional] em um hospital de verdade, funcional, e que hoje é fundamental para o atendimento da população”, disse o parlamentar. 

Everson Krum ocupa hoje o cargo de vice-reitor e foi, por quase uma década, diretor técnico do HU-UEPG. Foi sob a gestão de Everson que o hospital se tornou referência regional em atendimento de alta e média complexidade, além de também ter se efetivado como hospital universitário, firmando uma ponte sólida com a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). 

Defensor das medidas de isolamento e do enfrentamento da pandemia com conteúdos científicos, Caputo lamentou a falta de protagonismo do Ministério da Saúde diante do enfrentamento da doença. “Infelizmente temos um Ministério da Saúde que não é mais protagonista da saúde do próprio país, deixamos para a última hora o que alguns países já fazem há meses”, disse. 

Caputo citou como exemplo a questão da vacina Corona Vac, relutada pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, até recentemente. “Em novembro de 2020, o Butantan tinha condições de entregar 46 milhões de doses de vacina, mas o Ministério não mostrou interesse e só de fato se interessou pela vacina quando todas as outras alternativas deram errado”, lamentou Caputo. 

Deputado visita prefeita de Ponta Grossa

Michele Caputo Neto também se reuniu com a professora Elizabeth Schmidt (PSD). No encontro, que foi acompanhado por diversas autoridades, entre elas o secretário municipal de Administração, Maurício Silva, o deputado elogiou a postura do governador Ratinho Júnior em relação ao combate à pandemia, bem como a atuação do secretário Sandro Alex, da Infraestrutura e Logística, e se colocou à disposição do município para representar as demandas de Ponta Grossa, notadamente na área da Saúde. 

Caputo Neto foi, durante vários anos, secretário de Estado da Saúde. A prefeita de imediato solicitou o apoio do parlamentar para a ampliação da rede de atenção básica à saúde do município, que já está sendo implementada, e que exigirá um grande volume de recursos.

PUBLICIDADE

Recomendados