PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Obras do Corredor Santana dependem da fase 2 do Finisa

Ponta Grossa

18 de fevereiro de 2021 18:20

Da Redação


Relacionadas

PG registra 288 casos e dois óbitos pela covid

Mutirão vacina mais de 7 mil pessoas neste sábado

Chuvas adiam protesto contra Bolsonaro em Ponta Grossa

Médico faz cirurgia "gratuita" para ajudar criança de PG
Prefeitura adianta agendamento de vacina
Fundo Foto Bianchi oferta curso sobre câmeras antigas
Colisão entre carros deixa mulher ferida em PG
PUBLICIDADE

Obra conhecida como ‘Corredor Santana’ é uma revitalização da rua Aristides Lobo, em Olarias, e trará desenvolvimento econômico e social aos bairros, segundo o se o secretário de Infraestrutura e Planejamento, Celso Sant'Anna

A reforma do Corredor Santana, iniciada em dezembro de 2019, funcionará como principal via de acesso ao Lago de Olarias. De acordo com a assessoria da Prefeitura da cidade, para tal melhoria ser desenvolvida com sucesso, foram investidos R$ 10 milhões. A rua fará a ligação entre a região de Olarias com a rua Leopoldo Guimarães da Cunha, que liga o bairro de Oficinas até a região onde é construído o segundo lago do complexo.

No momento as obras estão paradas. Porém, a assessoria da Prefeitura esclareceu que isso ocorre porque o município aguarda a publicação de uma portaria do Banco Central liberando a segunda parcela dos recursos do Finisa para que seja possível a retomada dos trabalhos. A expectativa é que essa medida aconteça nas próximas semanas. A previsão de conclusão é para este ano de 2021, porém o ritmo é lento já que a reforma é bastante complexa. Até agora, serviços como a drenagem da rua Aristides Lobo já estão concluídos, e o remanejamento de 1,5 km da rede de energia elétrica foi finalizado em setembro.

O trabalho na obra envolve todo um trabalho de pavimentação, com quatro faixas de 4,10 metros cada. Duas sentido bairro e duas sentido contrário, ciclofaixa nas proximidades do arroio, revitalização com a estabilização da margem do arroio e também trabalhos de paisagismo.

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Planejamento, Celso Sant'Anna, muitos benefícios advirão dessa obra. “Entre eles estão um melhor fluxo de trânsito, uma comunicação interbairros que facilitará o acesso aos motoristas e assim um maior desenvolvimento social e econômico”, explica o secretário. Além disso, contribuirá para o bem-estar dos moradores e da valorização da área reestruturada, priorizando as melhorias em prol da segurança dos cidadãos. 

 

Desenvolvimento comercial e maior mobilidade

O impulso comercial também será notável no bairro, já que a construção transformará para melhor o visual de toda região, através da ferramenta do paisagismo. Outro ponto importante a ser ressaltado por Sant’ Anna é a contribuição para o meio ambiente. “Uma vez que a obra contempla a estruturação das encostas e construção de gabiões, o que promoverá a conservação do arroio que passa pelo local”, afirma. O secretário também destaca a construção de ciclovias, o que trará mais uma opção de mobilidade para a população, incentivando o uso de transportes alternativos e favorecendo a prática de atividades esportivas na região. “Com certeza, facilitará o deslocamento da população”, finaliza o secretário.

PUBLICIDADE

Recomendados