PUBLICIDADE

Ingresso de PG em consórcio nacional de vacinas vira Lei

De acordo com a assessoria da Prefeitura, após a formalização, o próprio consórcio fará as buscas de fornecedores, preços e acionará os municípios participantes.

Iniciativa do consórcio é da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).
Iniciativa do consórcio é da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). -

Rodolpho Bowens

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

De acordo com a assessoria da Prefeitura, após a formalização, o próprio consórcio fará as buscas de fornecedores, preços e acionará os municípios participantes

Foi publicado no Diário Oficial de hoje (18) a Lei 13.919, de 17/03/2021, que fala sobre o protocolo de intenções para que a cidade de Ponta Grossa (PR) ingresse no Conectar (Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras). A Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG) havia autorizado o Projeto de Lei (PL) 17/2021 em 15 de março e nesta quinta-feira a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG) publicou a nova Lei.

De acordo com o documento, a iniciativa tem como objetivo permitir que a cidade adquira vacinas para o combate à covid-19, além da aquisição de medicamentos, insumos e equipamentos da área da saúde. O Consórcio foi criado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e visa acelerar o processo de imunização da população brasileira, visto que o Programa Nacional de Imunização (PNI) caminha a passos lentos.

Próximas etapas

A equipe do Portal aRede entrou em contato com a assessoria de imprensa da PMPG para saber quais são os próximos movimentos para a compra de imunizantes para a cidade. Segundo a resposta enviada, “a primeira etapa seria a regulamentação e aprovação da lei. Em um segundo momento, após formalização, o próprio consórcio fará as buscas de fornecedores, preços e acionará os municípios participantes para diálogos necessários”, explica. Ainda de acordo com a assessoria, esse processo está em andamento e não há mais detalhes sobre a aquisição das vacinas.

O vereador ponta-grossense Geraldo Stocco Filho (PSB), em busca de imunizantes para Ponta Grossa, se reuniu na última quarta (17) com representantes da vacina Sputnik V no Brasil - o encontro teve como intuito dialogar sobre a aquisição do produto. Após a reunião com o aceno positivo do representante da empresa russa, o parlamentar encaminhou o contato aos gestores municipais de saúde em Ponta Grossa - há uma reserva de R$ 6 milhões para compra de vacinas na cidade.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE