PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Empresários pedem a reabertura do comércio em PG

Ponta Grossa

19 de março de 2021 12:03

Da Redação


Relacionadas

Ponta Grossa sedia Circuito de Xadrez neste sábado

Moradores da Ronda pedem melhorias para rua do bairro

Rodrigo Manjabosco é ouvido pela CPI da Saúde

Festas religiosas movimentam três paróquias da região
Passeio ciclístico inaugura ciclofaixa em Ponta Grossa
Santa Casa realiza solenidade com deputado Plauto Miró
Prefeitura aumenta repasses para 23 entidades sociais de PG
Grupo com mais de 400 empresários fizeram um manifesto pedindo a reabertura do comércio, sem restrições de dias e horários Foto: Arquivo aRede
PUBLICIDADE

Grupo com mais de 400 empresários fizeram um manifesto pedindo a reabertura do comércio, sem restrições de dias e horários

Mais de 400 empresários de Ponta Grossa fizeram um manifesto pedindo a reabertura do comércio, sem restrições de dias e horários. O grupo busca uma unidade de posicionamento e de enfrentamento, capaz de ancorar a todos diante da magnitude da crise que a cidade e o país vive.

Confira o manifesto na íntegra:

Primeiramente, importa destacar que esse não é um documento político ou partidário. Somos um grupo de cerca de 400 empresários de Ponta Grossa-PR, que neste momento de ameaça à atividade laborativa se organizou com uma pauta única: a reabertura do comércio já, sem restrições de dias e horários. Buscamos uma unidade de posicionamento e de enfrentamento, capaz de ancorar a todos.

Todos nós sabemos a magnitude da crise que enfrentamos. Temos pais, filhos e amigos. Não minimizamos as mortes ou o colapso do nosso sistema de saúde, mas pleiteamos nosso direito de trabalhar, de gerar de riquezas, de manter empregos e colocar comida na mesa (nossa e dos tantos que de nós dependem).

Nossa atividade é a que mais emprega e gera renda em nossa cidade. Com o pequeno e médio empresário sendo reiteradamente prejudicado, não somos capazes de gerar ou sequer manter esses empregos. O lockdown (se é que se pode chamar assim) está gerando fome, pobreza, doenças e miséria. Restou comprovado que o comércio, com a adoção de todas as medidas de prevenção e cuidado que estão sendo seguidas, não gera o aumento ou a propagação dos casos (até porque, com o escasso movimento e a falta de recursos da população em geral, sequer há como se falar em aglomerações e/ou concentração de pessoas nas ruas).

Não existe nenhum conflito entre a continuidade de nossa atividade e a prevenção ou tratamento dos casos de COVID-19. O comércio – tanto da rua quanto do shopping – foi o primeiro a adotar e a divulgar o distanciamento social, a utilização de álcool em gel e máscaras e a higienização contínua do ambiente. Essa é a nova rotina de nossos atendimentos e de nosso funcionamento.

Incentivamos e buscamos o diálogo com os órgãos públicos e os nossos dirigentes, em apoio ao tratamento precoce e à necessidade de vacinação já (em âmbito nacional, estadual e municipal). Esse pleito é, portanto, pela nossa reabertura, consciente e uníssona, em busca de um caminho que mantenha o sustento de nossa população e minimize os efeitos colaterais e as cicatrizes que estamos TODOS sofrendo.

Ponta Grossa-PR, 19 de março de 2021.

Unidos pelo Comércio

PUBLICIDADE

Recomendados