PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Stocco pede "vale-mercado" a funcionários da VCG

Ponta Grossa

07 de abril de 2021 15:30

Da Redação


Relacionadas

PG confirma 7 novos casos e 3 mortes por covid-19

Ponta Grossa terá repescagem de vacinação contra a covid-19

‘Vale dos Trilhos’ fortalece a inovação em Ponta Grossa

Click lança linha de crédito para alinhadores invisíveis
Mercados abrem neste feriado até às 20 horas
Motociclista fica ferido após colisão com automóvel em PG
Apoiadores de Bolsonaro planejam mobilização em PG
Geraldo destaca que os trabalhadores e suas famílias "vivem momentos delicados" ao ficarem sem sustento Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Trabalhadores estão sem receber salários. Vereador pede que funcionários sejam incluídos no chamado "auxílio emergencial"


O vereador Geraldo Stocco (PSB) enviou nesta quarta-feira (7) um ofício à prefeita de Ponta Grossa, Professora Elizabeth Schmidt (PSD), solicitando a inclusão dos trabalhadores da Viação Campos Gerais (VCG) no "auxílio emergencial" municipal. Com os trabalhadores da VCG em greve por não receberem os salários, Stocco considera que a inclusão é justa e se faz necessária. 

No documento enviado à prefeita, Geraldo destaca que os trabalhadores e suas famílias "vivem momentos delicados" ao ficarem sem sustento. "Há uma discussão se a Prefeitura tem que ajudar a VCG ou não neste momento. Meu ponto não é este, queremos que o município ajude os trabalhadores, os cidadãos e não a empresa. Essa é uma outra discussão", pontua o vereador. 

A proposta de Stocco pede que o município inclua cerca de 1150 funcionários(as) da companhia no chamado "vale-mercado", parte do pacote de medidas do auxílio emergencial proposto pelo município - a medida prevê que os contemplados tenham R$ 150 para adquirir produtos no Mercado da Família. "Essa é uma medida possível e viável, mas mais do que isso é fundamental para enfrentarmos esse momento delicado", diz Stocco. 

O vereador defende ainda que neste momento é preciso prestar auxílio aos trabalhadores. "Nós não podemos confundir o embate entre Prefeitura e VCG como um problema dos funcionários ou que foi causado pelos trabalhadores. Cabe ao Poder Público ajudar, na medida do possível, essas pessoas que têm se visto em meio a uma disputa que prejudica o sustento de suas famílias", explica o parlamentar. 


Emenda e ampliação do valor

Stocco apresentou uma emenda à proposta do Vale-Mercado, ampliando o valor de R$ 150 para R$ 300. No entanto, após impasse político, a emenda que contava com o apoio das vereadoras Joce Canto (PSC) e Josi Kieras (PSOL - Mandato coletivo) acabou sendo retirada.


Fonte: Assessoria

PUBLICIDADE

Recomendados