PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Aliel recebe ministro Marcos Pontes na Comissão de Ciência

Ponta Grossa

07 de abril de 2021 15:45

Da Redação


Relacionadas

PG confirma 7 novos casos e 3 mortes por covid-19

Ponta Grossa terá repescagem de vacinação contra a covid-19

‘Vale dos Trilhos’ fortalece a inovação em Ponta Grossa

Click lança linha de crédito para alinhadores invisíveis
Mercados abrem neste feriado até às 20 horas
Motociclista fica ferido após colisão com automóvel em PG
Apoiadores de Bolsonaro planejam mobilização em PG
Deputado quis saber sobre o orçamento previsto para o ministério, especialmente para a produção de vacinas e ações no combate à Covid-19 Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Parlamentar ponta-grossense questionou o ministro sobre o desenvolvimento de uma vacina brasileira, além de pedir informações sobre o orçamento da pasta para o combate à pandemia

 

O Ministro de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Cesar Pontes, participou nesta quarta-feira, 07, de audiência pública da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados. O convite foi feito pelo presidente da Comissão, deputado federal Aliel Machado (PSB) e contou com a participação de vários parlamentares de forma on-line e presencial. Durante o encontro o ministro apresentou o plano de ação do Ministério para o ano de 2021.

Autor do convite ao ministro, Aliel abriu as perguntas e questionou sobre um tema que vem sendo muito debatido pela importância no combate à pandemia, as vacinas. O deputado quis saber sobre o orçamento previsto para o ministério, especialmente para a produção de vacinas e ações no combate à Covid-19.

"O ministério fez recentemente solicitação à Anvisa para os estudos para o desenvolvimento de uma vacina brasileira. Gostaríamos de saber qual o orçamento previsto pelo Governo ao Ministério de Ciência e Tecnologia, quanto já foi executado para o desenvolvimento desse trabalho e se já temos esse valor garantido”, questionou Aliel.

O ministro afirmou que, de forma emergencial, foi recebido no ano passado R$ 452 milhões para ações emergenciais e continuadas (incluindo medicamentos de reposição e medicamentos próprios), como a criação de quinze protocolos de vacinação. Já para o desenvolvimento das vacinas, o ministro revelou que estão sendo desenvolvidas três, mas que um corte no orçamento pode prejudicar o projeto.

 “Estamos em fase de testes clínicos, que é a fase 1 e 2. A fase mais cara é a 3, que demanda pelo menos R$ 310 milhões para a realização de testes com 20 mil pacientes para avaliar a eficiência da vacina. Mas tivemos os valores cancelados pela equipe econômica e não podemos parar com esses investimentos. Temos uma expectativa de uma emenda no Senado de R$ 400 milhões. Precisamos da vacina nacional, porque temos mutações e existe a possibilidade de vacinação anual. E também pra próximas pandemias. Então precisamos ter essa experiência pra aprovar isso”, revelou o ministro.

Além do parlamentar ponta-grossense, participaram da reunião diversos deputados de vários partidos que levantaram questionamentos sobre vários temas ligados à área. O requerimento aprovado permitiu esclarecer ainda acerca do funcionamento das entidades de pesquisa, desenvolvimento e inovação no Brasil e informações sobre os investimentos em pesquisa e inovação.


Fonte: Assessoria

PUBLICIDADE

Recomendados