PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Câmara aprova exercícios físicos como essenciais em PG

Ponta Grossa

19 de abril de 2021 22:30

Rodolpho Bowens


Relacionadas

PG tem repescagem de vacinação contra a covid nesta sexta

Segurança de PG incinera toneladas de entorpecentes

Sagrada Família realiza live em homenagem ao Dia das Mães

Operação 'Declara Agro' da Receita mira contribuintes em PG
Clube da Robótica inicia série semanal de podcasts
Adolescente é atropelada ao atravessar a Souza Naves
Homem alcoolizado leva facada na cabeça em Olarias
Felipe Passos comemorou a aprovação do projeto de lei de sua autoria. Foto: Luiz Lacerda/CMPG
PUBLICIDADE

Proposta é do parlamentar Felipe Ramon dos Passos; foram 14 votos favoráveis e um contrário ao projeto de lei

Os vereadores da cidade de Ponta Grossa aprovaram, em segunda discussão, o Projeto de Lei (PL) 022/2021, o qual “reconhece a prática de atividades e exercícios físicos como essenciais para a população em estabelecimentos prestadores de serviços destinados a essa finalidade, bem como em espaços públicos”, durante o período da pandemia da covid-19. O autor da proposta é o parlamentar Felipe Ramon dos Passos (PSDB). Foram 14 votos favoráveis e um contrário.

De acordo com Felipe, foram coletados mais de 6 mil assinaturas pela Liga de Profissionais de Educação Física, os quais solicitavam a aprovação do PL. “Os municípios e estados estão aprovando a essencialidade em várias regiões do país, por parte do poder Executivo, para que não se fechem os locais que proporcionam saúde e diminuem os índices da covid”, explica o parlamentar.

Além disso, o vereador afirmou que “a prática de atividade física é essencial para a saúde física e mental de qualquer indivíduo, em qualquer idade”, defende Felipe, que ressalta que a realização dessas atividades podem aumentar o sistema imunológico das pessoas. O PL não especifica se os exercícios essenciais serão coletivos e/ou individuais.

Voto contrário

O único voto contra o PL foi da parlamentar Josiane Schade Kieras (PSOL), mais conhecida como “Josi do Coletivo”. Segundo ela, seu partido não é contra as atividade e/ou exercícios físicos, mas contrário ao retorno neste momento, visto que a pandemia segue em alta na cidade. Para ela, seria necessário diminuir o número de pessoas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para que as atividades pudessem retornar com segurança.

PUBLICIDADE

Recomendados