PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Passos propõe doação de alimentos durante vacinação

Ponta Grossa

11 de maio de 2021 21:30

Rodolpho Bowens


Relacionadas

Grave acidente mobiliza equipes de socorro na BR-373

Jovem desacata PM e vai parar na delegacia de Ponta Grossa

Homem de 32 anos promove festa e acaba detido em PG

Homem é preso após assaltar estabelecimento em PG
Posto da PRF em PG recebe Operação Pré-Verão 2021
Rottas oferece grandes promoções na Black Friday
Mesquita Imam Ali em PG é alvo de ataque
Vereador de Ponta Grossa Felipe Passos (PSDB). Foto: Luiz Lacerda/CMPG
PUBLICIDADE

Pessoas que se vacinaram ou que receberão o imunizante da covid-19 poderão doar alimentos para famílias em vulnerabilidade social

Com o objetivo de arrecadar alimentos para pessoas em vulnerabilidade social, durante a campanha de vacinação da covid-19, o vereador da cidade de Ponta Grossa, Felipe Ramon dos Passos (PSDB), está propondo um projeto de lei que crie a ‘Campanha Vacina Contra a Fome’ no município ponta-grossense. A proposta deve recebe um parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação (CLJR), da Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG), até 1º de junho.

De acordo com o Projeto de Lei (PL) 075/2021 (clique aqui para ler na íntegra), “fica obrigatória a divulgação e o estímulo da possibilidade de doação espontânea de gêneros alimentícios não perecíveis pela população”, esses, destinados a cidadãos de baixa renda. Os postos de arrecadação ficariam próximos aos locais de vacinação do coronavírus, e, até mesmo, nos ambientes de imunização – se a ação for sanitariamente adequada.

O PL também possibilita a parceria com o setor privado. Segundo o parlamentar, os impactos da pandemia, economicamente, “têm aumentado o número de pessoas em situação de vulnerabilidade social. Para estimular a solidariedade nesse período, acreditamos que os munícipes que já tomaram a vacina ou que irão tomar em breve”, possam contribuir com a ‘Campanha’.

A proposta deve receber um parecer das Comissões para que seja inserida na ‘Ordem do Dia’ da Casa de Leis, e, consequentemente, discutida e votada pelos vereadores.

PUBLICIDADE

Recomendados