PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Geraldo Stocco denuncia 'manobra' na CPI da VCG

Ponta Grossa

27 de maio de 2021 16:45

Rodolpho Bowens


Relacionadas

Projeto prevê divulgar direitos da pessoa com câncer em PG

Cerimonial muda e visita de Bolsonaro será em novembro

Sepam oferece clubes de estudos para os alunos

Lojistas de PG estão otimistas com o Dia das Crianças
Unimed PG é vencedora do Prêmio Inova+Saúde
PG vacina adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades
'SOS Bichos' e 'Instituto Pegaí' ganham prêmio de R$ 20 mil
Vereador de Geraldo Stocco (PSB). Foto: Luiz Lacerda/CMPG
PUBLICIDADE

Vereador foi idealizador da Comissão, mas acabou retirado às pressas do cargo de relator pela maioria dos membros. CPI foi protocolada sem a assinatura de Stocco

O vereador Geraldo Stocco (PSB) usou a tribuna do Legislativo Municipal de Ponta Grossa (CMPG), nessa quarta-feira (26), para denunciar uma manobra na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar a Viação Campos Gerais (VCG). Criada sob a liderança do próprio Stocco, a Comissão foi instaurada para investigar a VCG diante da falta de pagamento dos funcionários e greves registradas nos meses anteriores.

Stocco só soube que havia sido retirado do posto de relator na manhã dessa quarta-feira (26) - o parlamentar já havia até anunciado que seria relator da CPI nas redes sociais. "É um absurdo que você seja retirado de um cargo tão importante como a relatoria do dia para a noite, sem aviso, sem diálogo, sem uma reunião, sem discussão. Acredito que isso tem que ter uma explicação lógica e defensável", destacou Stocco.

O cargo de relator é um dos mais importantes das CPIs e o vereador que ocupa o posto é responsável por fazer o relatório final da Comissão. "Liderei a criação da CPI para investigar o que a empresa faz com o lucro delas, pois pouco mais de duas semanas com atividades suspensas foi o necessário para atrasar o pagamento dos trabalhadores por mais de dois meses. Isso precisa ser investigado", conta Stocco.

Geraldo lembra ainda que ingressou na política empenhado em fazer uma política pautada por novas práticas. "Fico muito triste em ver que algumas pessoas agem de uma maneira muito típica da velha política, eu entrei na política para fazer diferente e não para fazer mais do mesmo. Fico muito triste em ver que uma manobra como essa pode colocar em risco o próprio andamento da CPI", conta Stocco.

O parlamentar lamenta ainda que a população fique à mercê deste tipo de "disputa política suja". "O que me deixa realmente triste é notar que é muito possível que a cidade perca uma grande chance de discutir o transporte público, de melhorar a vida das pessoas. Em breve teremos uma nova licitação para o transporte e estamos perdendo a oportunidade de discutir a fundo o transporte público da nossa cidade", conta Stocco.

Informações: Assessoria de Imprensa.

 

Assuntos semelhantes:

Ciclofaixa de PG leva o nome de Henrique Panzarini.

Stocco pede que ginásios abriguem moradores de rua.

Câmara define integrantes da ‘CPI da VCG’.

PUBLICIDADE

Recomendados