Dr. Erick fala em armação em suposto falso atestado

Parlamentar disse que o Conselho Federal de Medicina disponibiliza o uso da telemedicina e que “quando a pessoa procura um médico, parte do pressuposto que o paciente está falando a verdade. É uma relação de confiança”.

VÍDEO
| Autor:

Rodolpho Bowens

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Parlamentar disse que o Conselho Federal de Medicina disponibiliza o uso da telemedicina e que “quando a pessoa procura um médico, parte do pressuposto que o paciente está falando a verdade. É uma relação de confiança”

O vereador da cidade de Ponta Grossa, Erick Camargo (PSDB), mais conhecido como ‘Dr. Erick’, gravou um novo vídeo para falar sobre um suposto falso atestado que ele teria emitido, na última terça-feira (25). O material foi publicado em suas redes sociais. Segundo o parlamentar, “foi uma armação que fizeram para mim” e o vereador afirmou que o responsável pela denúncia “responderá criminalmente”.

A situação a qual Erick está falando em seu vídeo é sobre um jovem ponta-grossense ter afirmado, em uma publicação nas redes sociais, ter comprado um atestado falso para a vacinação contra a covid-19 (entenda a situação clicando aqui). Segundo o vereador, “estou aqui para esclarecer uma situação muito chata que aconteceu comigo. O Conselho Federal de Medicina (CFM) disponibiliza um recurso a todos os médicos chamado telemedicina”, explica no comunicado. A ferramenta permite consultas à distância, via plataforma digitais.

Ainda de acordo com Erick, “realizo esse trabalho pelo meu consultório, porque é minha fonte de renda. Ele veio até mim afirmando que é portador de uma cardiopatia e que faz o uso do medicamento chamado Digoxina. Emiti uma declaração, autorizando ele a tomar a vacinação, baseado naquilo que ele me contou”, relata. O vereador continua: “Quando a pessoa procura um médico, parte do pressuposto que o paciente está falando a verdade. É uma relação de confiança”.

Na sequência do vídeo, o parlamentar afirma que, “1h depois de que a pessoa entrou em contato comigo, ele gravou um vídeo e jogou nas redes sociais, afirmando que era mentira tudo aquilo que ele falou para mim. Ele mesmo se desmentiu”, aponta. Ao final do material, o vereador disse que “manobras políticas não me derrubarão” e que a pessoa que teria feito a denúncia responderia criminalmente.

Ele ainda ressaltou que “tenho muito orgulho da minha profissão. As pessoas que me conhecem sabem que sou um homem ético e faço tudo dentro da regulamentação, da legalidade. Não tenho como adivinhar quando alguém vem com má intenção”, finaliza.

Assunto semelhante:

Dr. Erick denuncia suposto falso atestado em Ponta Grossa.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right