Felipe se defende das acusações e repudia cassação

Advogado pede se aguarde a decisão da Justiça e somente após eventual condenação do vereador é que deve ser instaurado procedimento junto à Câmara

 Vereador Felipe Passos (PSDB) se defende das acusações
Vereador Felipe Passos (PSDB) se defende das acusações -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Advogado pede se aguarde a decisão da Justiça e somente após eventual condenação do vereador é que deve ser instaurado procedimento junto à Câmara

O advogado Fernando Madureira, que representa o vereador Felipe Passos (PSDB) disse que o pedido de cassação do mandato do parlamentar é descabido, pois não se trata de fato novo. Os fatos descritos na ação civil pública movida pelo Ministério Público são os mesmos que já foram examinados e arquivados pela Corregedoria da Câmara Municipal de Ponta Grossa.

‘No caso é prudente que se aguarde a decisão da Justiça e somente após eventual condenação do vereador é que deve ser instaurado procedimento junto à Câmara Municipal para apurar falta de decoro do parlamentar’, comenta o advogado.

Madureira afirmou que não há provas de que o Felipe tenha exigido dinheiro de servidores do Poder Executivo como contraprestação pela nomeação ou indicação a cargos. ‘Os depoimentos apresentados ao MP são de pessoas que tentaram auferir vantagens e desejavam permanecer encostadas no serviço público e quando foram afastadas pelo Vereador passaram a fazer uma campanha difamatória contra o mesmo’, assinala.

Segundo o advogado, as acusações de que o vereador assediava moral e sexualmente os servidores subordinados são absolutamente falsas. ‘E causa estranheza que somente após serem dispensados dos cargos os marmanjos venham dizer que foram assediados, pois o vereador tem deficiência física e poderiam aqueles facilmente repelir eventual assédio, se é que ocorreu’, questiona.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right