Fiéis paralisam convenção e PM é acionada em igreja de PG

Integrantes da Assembleia de Deus protestavam contra a cerimônia de posse do novo Pastor, eleito sem os votos da comunidade

Integrantes da Assembleia de Deus protestavam contra a cerimônia de posse do novo Pastor, eleito sem os votos da comunidade
Integrantes da Assembleia de Deus protestavam contra a cerimônia de posse do novo Pastor, eleito sem os votos da comunidade -

Andre Bida

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Integrantes da Assembleia de Deus protestavam contra a convenção de posse do novo Pastor, eleito sem os votos da comunidade

Fiéis da comunidade Assembleia de Deus protestaram, na noite deste sábado (19), em Ponta Grossa. O motivo era entrar e impedir a sessão de posse do novo Pastor da igreja. Segundo os fiéis, o nome teria sido definido e eleito pela convenção sem votação, o que vai contra o estatuto da igreja, gerando a revolta da comunidade.

Um integrante da Assembleia de Deus, o membro Samuel Augusto Turek, pediu que fosse expedida liminar suspendendo a assembleia geral que daria posse ao novo Pastor. Dentro da igreja duas chamadas para a convenção de posse estavam agendadas, ambas não ocorreram.

Ao longo do dia, diversos fiéis protestaram ao lado de fora da igreja e a Polícia Militar foi acionada para conter os ânimos exaltados das pessoas que ameaçavam invadir o local. Líderes da igreja e fiéis trocaram empurrões e socos momentos antes da chegada da polícia.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right