PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

PG aumenta propostas ao Exército para ter a nova ESA

Ponta Grossa

12 de julho de 2021 21:30

Da Redação


Relacionadas

Avião atinge o solo em voo rasante de piloto

Contratação de temporários deve ser a maior desde 2013

Elizabeth deve ir a Dubai atrás de investimentos para PG

Com foco na saúde visual, Ótica MiraLens é destaque em PG
Giselle Bortolin apresenta novo aparelho para reduzir medidas em PG
Humai-UEPG expande atendimento materno-infantil
Pianowski se destaca no mercado de iluminação em PG
Lideranças políticas municipais e estaduais, além do general máximo do Exército, estiveram na cidade. Foto: Divulgação/PMPG
PUBLICIDADE

Espaços serão para hospital, escola e novo residencial; hangar do aeroporto também será disponibilizado ao Exército

Não medindo esforços para viabilizar a vinda da nova Escola de Sargentos das Armas (ESA) para a cidade ponta-grossense, a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG) cederá espaços para o Exército Brasileiro. Além do local da possível nova ESA, que ficará no Distrito de Itaiacoca, o Poder Executivo disponibilizará locais para a construção de um residencial, além da cessão de imóveis para um hospital de guarnição e um Colégio Militar. As propostas ganharam visibilidade na última sexta-feira (9), quando o Alto-Comando do Exército visitou a cidade de Ponta Grossa.

Na ocasião, foi apresentado ao comandante máximo do Exército Brasileiro, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, o que a PMPG cederá com a possível vinda da ESA. O primeiro é a doação do terreno de 37,5 km² para a construção da ‘Escola’. Já o segundo, é a doação de quatro terrenos urbanos com área total de 35 mil m² para a construção de próprios nacionais residenciais. E por terceiro, a cessão de um hangar no Aeroporto Sant’Ana, com 362m² de área construída e 16.307m² de área não edificada, bem como a ampliação de operação do aeroporto - que deve se tornar internacional, após as reformas.

Outra proposta da Prefeitura é a cessão de imóvel com 6.202m² para o estabelecimento do hospital de guarnição de Ponta Grossa - o prédio da antiga Associação Beneficente 26 de outubro, onde hoje é a Fundação Municipal de Assistência Social de Ponta Grossa (FASPG), é uma possibilidade. A PMPG já colocou em pauta a venda do prédio público para a iniciativa privada. Em 2018, por exemplo, a Prefeitura disse que não tinha condições financeiras de reformar o espaço.

Por fim, a última cessão apresentada é a entrega de um imóvel para o estabelecimento do Colégio Militar de Ponta Grossa ou núcleo do Colégio Militar de Curitiba - em 15 de junho, por exemplo, oficiais das Forças Armadas assumiram a gestão do Colégio Professor Colares. A PMPG também se ofereceu para a viabilização e reforço viário dos acessos à nova ESA. O Portal aRede procurou a Prefeitura e não teve mais detalhes sobre as localizações apresentadas ao Exército.

Decisão deve sair em agosto

O anúncio de onde ficará a nova Escola de Sargentos das Armas (ESA) deve acontecer em agosto - de acordo com as informações, existe a possibilidade de ser em 20 de agosto. Além de Ponta Grossa, outras duas cidades concorrem: Recife (PE) e Santa Maria (RS). O general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira afirmou, após a visita ao município ponta-grossense, que “o Paraná tem muita chance de sediar a futura a ESA”. O investimento para a nova escola passa de R$ 1 bilhão.

PUBLICIDADE

Recomendados