PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Sessão da Câmara é marcada por confusão; veja vídeo

Ponta Grossa

18 de agosto de 2021 17:10

Rodolpho Bowens


Relacionadas

Balansin destina R$ 70 mil para melhorias no CRAR de PG

Campanha busca ajudar policial militar com câncer em PG

Aves apreendidas em PG são diagnosticadas com doença

PSL deve lançar Rudolf para federal e Dr. Zeca para estadual
PG terá 3ª Feira de Suculentas, Cactos e Orquídeas
Rafael Kondlatsch explica o que é Gatekeeping no CulturAção
Dupla entra em esgoto e dispensa sacola com drogas
PUBLICIDADE

Antes do início dos debates do Legislativo, houve discussão entre parlamentar e munícipe que foi candidato a vereador de Ponta Grossa

A Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG) teve novos momentos de turbulência na tarde desta quarta-feira (18), pouco antes de iniciar a ‘Sessão Ordinária’ da Casa de Leis. A situação da vez foi por conta de um munícipe, chamado Marck Van Wilpe Hoffmann, ter pedido a palavra para expor a sua opinião sobre os trabalhos do Legislativo ponta-grossense. Após ele ter dito que a CMPG está “tomando decisões vergonhosas para a cidade de Ponta Grossa”, o parlamentar Paulo Roberto Balansin (PSD) respondeu ao cidadão dizendo “isso é o que você acha”. Dessa forma, iniciando as discussões calorosas.

Na sequência, o presidente da Casa de Leis, vereador Daniel Milla Fraccaro (PSD), solicitou que a segurança do Legislativo “pegue o nome deste senhor que está aqui na plateia faltando com respeito com o parlamentar”. O vídeo com toda a discussão pode ser assistindo no início desta notícia.

Candidato

Segundo informações pesquisadas, Marck Hoffmann foi candidato a vereador na cidade de Ponta Grossa pelo partido ‘Patriota’ e recebeu, na eleição, 76 votos. O Portal aRede entrou em contato com ele para ouvir a sua posição sobre o ocorrido. Segundo ele, "foi injusto, da maneira que eu vejo. Me senti cerceado pelo vereador Balansin". Além disso, ele falou sobre a aprovação das contas dos ex-prefeitos Jocelito Canto e Marcelo Rangel. "A Câmara favorece a impunidade e favorece a corrupção, com essa decisão. Vi a Câmara de Ponta Grossa como uma 'mini' Brasília", finalizou.

Nota à imprensa

A CMPG também enviou uma nota ao Portal aRede para se posicionar sobre a situação ocorrida na tarde desta quarta-feira (18). Confira abaixo:

“Diante da situação ocorrida na tarde desta quarta-feira, antes do início da Sessão Ordinária, quando um cidadão se dirigiu de forma bastante agressiva e desrespeitosa a um parlamentar, o presidente da Câmara Municipal de Ponta Grossa, vereador Daniel Milla, destaca que a presença dos munícipes na galeria da Casa é sempre muito bem-vinda.

Entretanto, a conduta precisa se pautar nos limites da urbanidade, da boa educação e do respeito ao Poder Legislativo. Qualquer ato que extrapole esses limites será encaminhado para os procedimentos legais cabíveis”.

PUBLICIDADE

Recomendados