PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Bispo celebra seis anos do Acampamento Maria Rosa

Ponta Grossa

31 de agosto de 2021 15:00

Da Redação


Relacionadas

Programa de recuperação de dívidas inicia nesta segunda

RodoNorte libera mais 14 kms em duplicações

"Microcrustáceos não oferecem risco à saúde", afirma bióloga

InvestSmart Day traz fundador da XP Investimentos a PG
Região tem 3,6 mil declarações com pendências no IR
Motorista obstrui passagem e causa acidente em PG
PG reduz intervalo de aplicação da Pfizer para 8 semanas
PUBLICIDADE

Dom Sergio celebrou missa no ‘Maria Rosa do Contestado’ 

Cerca de 300 pessoas comemoraram neste domingo(29) os seis anos do Acampamento Maria Rosa do Contestado, em Castro. Festejaram com as famílias alguns convidados, entre eles integrantes de entidade e organizações que apoiam a comunidade, estudantes e professores da Universidade Federal do Paraná e da Universidade Estadual de Ponta Grossa e o bispo da Diocese de Ponta Grossa, Dom Sergio Arthur Braschi, que celebrou uma missa.

A festa de aniversário teve a partilha de um almoço com churrasco, e também de um bolo feito pelo Coletivo de Mulheres, tudo oferecido gratuitamente aos visitantes, segundo informou a coordenação do acampamento. Dom Sergio disse ser um momento de renovar as forças. “Vou continuar apoiando e presente nos momentos, sempre que for preciso [...]. É isso que eu quero desejar; trazer a minha oração”, afirmou o bispo em sua homilia. 

A área foi ocupada por cerca de 100 famílias, em 2015, e está em processo de regularização na Justiça. A comunidade está dentro do território da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, cujo pároco, padre Cristiano Rodrigues, disponibilizou todos os paramentos para celebração e os ministros que serviram na missa deste domingo, informaram os moradores.

As famílias acampadas conseguiram a certificação agroecológica para 100% da produção da área, obtida desde março de 2020; perto de 80% delas têm o Cadastro de Produtor Rural; criaram a Cooperativa dos Trabalhadores Rurais da Reforma Agrária Maria Rosa do Contestado e, estruturaram a cozinha comunitária, formada especialmente pelo Coletivo de Mulheres, espaço aprovado pela Vigilância Sanitária Municipal, no último dia 27.

PUBLICIDADE

Recomendados