PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Elizabeth pede ‘bom senso’ sobre greve na Saúde de PG

Ponta Grossa

07 de setembro de 2021 09:38

Rodolpho Bowens


Relacionadas

Corpo carbonizado é encontrado em bairro de PG

Esposa busca por marido desaparecido em PG

Provas do PSS são aplicadas hoje para 16 mil estudantes

'Empresa some' e PG segue sem enfeites de Natal
Caminhão tomba e motorista morre em rodovia de PG
Prefeitura de PG aplica 2ª dose da Coronavac na terça-feira
Instituto Pedro Gaspar realiza ação ‘Anjos do Bem’ em PG
Prefeita da cidade de Ponta Grossa, Elizabeth Silveira Schmidt (PSD). Foto: Reprodução/Redes Sociais.
PUBLICIDADE

* atualização às 12h15, de 7 de setembro de 2021, com a fala do SindServ.

Líder do Poder Executivo realizou um comunicado via redes sociais na noite da última segunda-feira (6)

A prefeita de Ponta Grossa Elizabeth Silveira Schmidt (PSD) se pronunciou, na noite da última segunda-feira (6), sobre a paralisação dos servidores da Saúde por conta do corte do adicional de insalubridade de 40% pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG) – a quantia retornará aos valores normais, de 20%. No comunicado realizado via redes sociais do Poder Executivo, a líder municipal disse que “os gastos extras desse período, alcançam muitos milhões de reais, e em vista disso, fomos obrigados a suspender o adicional extra”. Além disso, ela pediu a compreensão e o “bom senso de cada servidor e de seus representantes”.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ponta Grossa (SindServ) anunciou uma greve, que deve dar continuidade em 8, 9 e 10 de setembro, sempre das 8h às 8h30. Os profissionais da Saúde, após assembleias realizadas na última segunda-feira (6), recusaram por unanimidade a proposta da Prefeitura Municipal (pagar mais um mês do adicional de 40% e, após, retornar aos valores normais, de 20%) – entenda a situação lendo a notícia publicada pelo Grupo aRede.

Pronunciamento

A fala de Elizabeth começou com ela dizendo que “temos imenso apreço por nossos servidores da área da Saúde, especialmente aqueles que, durante a fase mais aguda da pandemia, se apresentaram para a acolhida e o tratamento de tantos ponta-grossenses afligidos pela covid-19”, alegando que o município de Ponta Grossa “foi uma das únicas cidades do país a propor e garantir, naquele momento, um adicional extra de 20% para os profissionais da linha de frente”.

Na sequência, a prefeita afirmou que “cumprimos a risca o que nos propusemos e vimos esses profissionais se apresentarem para a batalha diária em favor da vida e da saúde da nossa gente”. Em seguida, Elizabeth reiterou o que a PMPG já vem dizendo, sobre o avanço da vacinação e a diminuição de casos da covid-19. “Já vencemos a fase mais crítica da pandemia, e agora precisamos, também, da compreensão do servidor da saúde”.

Segundo Elizabeth, “ainda em fevereiro, o sindicato foi comunicado, informalmente, de que essa suspensão seria inevitável. Mas, por uma falha da Fundação Municipal de Saúde (FMS), o anúncio formal não foi feito até agosto. E, por conta disso, optamos por manter o adicional por mais um mês”, explicou. Entretanto, essa proposta já foi recusada pelos profissionais, conforme abordado no início desta notícia. Sobre o comunicado realizado em fevereiro, o Grupo aRede entrou em contato com o SindServ*, para saber se a informação procede. "Houve em fevereiro esse comunicado de que o valor do adicional seria suprimido no mês de agosto. Os servidores tinham ciência de que em um determinado tempo não seria mais pago, pois, uma hora a pandemia iria acabar ou teríamos números muito reduzidos. Mas, com certeza, agosto não é este mês, principalmente com a chegada da variante Delta", disse o presidente do SindServ, Roberto Carlos Ferensovicz.

Por fim, a prefeita ressaltou que “nossa população não pode e não merece ficar sem o apoio desses profissionais de tanta qualificação e importância. Contamos com o bom senso de cada servidor e de seus representantes. Há uma forte demanda por outros serviços, além do combate à pandemia, e precisamos de todos em seus postos. A cidade conta com vocês”, conclui Elizabeth Schmidt.

O pronunciamento na íntegra pode ser assistido no vídeo abaixo:


Assuntos semelhantes:

Vacinação contra a covid não será afetada por greve.

Vereadores pedem que PG pague adicional aos servidores.

Servidores de PG anunciam greve a partir de segunda.

PUBLICIDADE

Recomendados