PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Servidores da Saúde organizam protesto no aniversário de PG

Ponta Grossa

13 de setembro de 2021 10:14

Rodolpho Bowens


Relacionadas

PG adota passaporte de vacina em eventos

Stocco deixa CPI do Transporte após recusa de vereadores

'CPI do Transporte' se reúne e recusa quebra de sigilos da VCG

Plano de saúde São Camilo oferece diferenciais aos clientes
Prefeitura mantém adicional de insalubridade de 40% na Saúde
Planalto Select Hotel promove encontro de motos
AMTT inicia atividades da Semana Nacional do Trânsito
Profissionais protestam por melhores condições e a manutenção do adicional de insalubridade. Foto: Divulgação/SindServ.
PUBLICIDADE

Profissionais pedem melhores condições de trabalho e a manutenção do pagamento do adicional de insalubridade em 40%

Os trabalhadores da Saúde, de Ponta Grossa, realizarão uma carreata protestando por valorização profissional e por conta do corte no adicional de insalubridade de 40% pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG) – a quantia volta aos valores normais de 20%. A informação é do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SindServ). O ato acontecerá na próxima quarta-feira (15), data em que se celebra o aniversário de 198 anos da cidade ponta-grossense.

A mobilização dos servidores acontecerá na Biblioteca Municipal, porém, sem um horário confirmado – o SindServ abriu uma votação, via redes sociais, indicando dois horários: 15h ou 17h. Além disso, nesta segunda-feira (13), o sindicato marcará presença na Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG). Eles pedirão apoio dos vereadores, que já solicitaram a manutenção do pagamento do adicional de 40% à prefeita Elizabeth Silveira Schmidt (PSD) – mais informações clique aqui.

De acordo com o presidente do SindServ, Roberto Carlos Ferensovicz, a manifestação seria realizada por meio de uma caminhada. Entretanto, o sindicato entendeu que não seria a forma ideal, por conta da pandemia da covid-19. Dessa forma, a entidade decidiu pela carreata, onde que cada pessoa estará em seu veículo. Esse não é o primeiro ato dos servidores pedindo pela manutenção do adicional em 40%. Desde o início deste mês, eles já organizaram protestos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Santana, Pronto Socorro Municipal e ao lado do Terminal Central da cidade ponta-grossense.

Prefeitura corta adicional

O Poder Executivo de Ponta Grossa anunciou, em 26 de agosto, que retornaria ao pagamento normal do adicional de insalubridade para os servidores da Saúde. O motivo seria o avanço da vacinação contra a covid-19, bem como a diminuição no número de casos e mortes pelo coronavírus. Entretanto, o SindServ entende que a pandemia não acabou e que os profissionais continuam em risco constante – eles reforçam a presença da variante Delta, mais transmissível, na cidade de Ponta Grossa.

Por conta dos protestos, a PMPG anunciou que fará o pagamento do adicional de 40% por mais um mês. Apesar disso, a proposta não foi aceita pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ponta Grossa.


Assuntos semelhantes:

Elizabeth pede 'bom senso' sobre greve na Saúde de PG.

Saúde de PG recusa proposta e indica mais paralisações.

Vacinação contra a covid não será afetada por greve.

PUBLICIDADE

Recomendados