PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Programa prevê prazo para regularização de dívidas

Ponta Grossa

21 de setembro de 2021 22:21

Da Redação


Relacionadas

aRede duivulga resultado do Vestibular às 14 horas

Jovem denuncia irmão por tráfico e é agredido em PG

Homem é preso com cinco 'pinos' de cocaína em PG

Populares desarmam homem e evitam chacina em bairro de PG
Sanepar diz que problema com água de PG está resolvido
Polícia Militar encerra festa com mais de 120 pessoas em PG
PG destina doses de reforço para profissionais de saúde
Prefeitura quer instituir o Programa de Recuperação de Dívidas com desconto em juros e multas para regularização de valores devidos à Prefeitura Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Prefeitura quer instituir o Programa de Recuperação de Dívidas com desconto em juros e multas para regularização de valores devidos à Prefeitura

Motivada principalmente pelos efeitos da pandemia de Covid-19 na economia da cidade, a Prefeitura de Ponta Grossa está propondo realizar o Programa de Recuperação de Dívidas (PRD), visando dar aos contribuintes a possibilidade de negociação de suas dívidas junto ao Município com a concessão de desconto de multas e juros. O Projeto de Lei do PRD já está pronto e foi apresentado hoje aos vereadores em reunião no gabinete com a prefeita Elizabeth Schmidt e secretariado municipal.

“Sabemos que muitas empresas e pessoas físicas tiveram dificuldades em honrar com o pagamento de seus tributos neste período. Recebemos a solicitação de entidades civis para a criação de um programa com condições que facilitassem a regularização dos valores devidos. É um programa excepcional, dada a particularidade do momento em que vivemos, dando caminhos e alternativas para a regularização”, aponta a prefeita, Elizabeth Schmidt.

Através do PRD, deve ser concedido desconto de 90% nos juros e multas para débitos até 31 de dezembro de 2019 no pagamento à vista. Para o pagamento parcelado, será possível o parcelamento em até 60 meses, com 5% de entrada, e as parcelas não sendo inferiores a 01 VR, garantindo 70% de desconto de juros e multas das dívidas até 31 de agosto de 2021.

“Hoje a dívida ativa do Município ultrapassa R$ 300 milhões, sendo R$ 23 milhões referente somente ao exercício de 2021, com uma inadimplência de 27%. Dessa forma, entendemos que a pandemia impactou na economia e no pagamento dos  tributos. Então, além de oportunizar a regularização e evitar que muitos contribuintes sejam executados ou protestados ao longo do processo de cobrança, o que pode contribuir ainda para a arrecadação da Prefeitura que tende a ser menor no segundo semestre, esperamos alcançar um aporte de R$ 15 milhões através do PRD”, detalha o secretário da Fazenda, Cláudio Grokoviski.

Com aprovação legislativa da proposta, a adesão ao PRD poderá ser feita até dia 17 de dezembro (prazo de recesso do Fórum), permitindo a regularização de dívidas já ajuizadas ou não, inclusive aquelas já parceladas anteriormente. A implantação do PRD deve ocorrer preferencialmente por meio de sistema eletrônico, com acesso remoto pelo contribuinte.

Autoridades

A apresentação do PL ao legislativo ocorreu no gabinete da prefeito Elizabeth Schmidt, com a presença dos secretários da Fazenda, Cláudio Grokoviski; Governo, Sebastião Mainardes; o procurador geral, Gustavo da Matta, além de outras autoridades da administração municipal e os vereadores Filipe Chociai, Divo, Daniel Milla, Léo Farmacêutico, Missionária Adriana, Felipe Passos, Julio Küller, Isaías Salustiano, Leandro Bianco, Ede Pimentel, Paulo Balansin e Pastor Ezequiel.

PUBLICIDADE

Recomendados