PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Tribunal do Júri condena ex-PM por morte de mulher

Ponta Grossa

22 de setembro de 2021 15:14

Da Redação


Relacionadas

Rotary Lagoa Dourada Open de Tênis reúne 200 participantes

Pavimentações avançam em bairros de PG

IMM tem consolidação nacional em Justiça Restaurativa

Reajuste da tarifa deve ser apresentado depois do feriado
Saldo do emprego em PG é positivo pelo 5º mês seguido
Polícia Civil e GM prendem tutor por maus-tratos em PG
Justiça de PG condena homem a 2 anos de prisão
Sessão do Tribunal do Júri aconteceu no Fórum de Ponta Grossa Foto: Arquivo aRede
PUBLICIDADE

O processo é de novembro de 2012. Ricardo Sartori foi denunciado pelo Ministério Público pela morte de Iara Regina Gomes Garcia, à época com 33 anos

 

Levado a julgamento nessa terça-feira (21), no Fórum de Ponta Grossa, o ex-policial militar Ricardo Sartori foi condenado pelo Tribunal do Júri por homicídio doloso, devendo cumprir pena de sete anos e nove meses no regime semiaberto. O processo é de novembro de 2012. Ele foi denunciado pelo Ministério Público pela morte de Iara Regina Gomes Garcia, à época com 33 anos.

O crime aconteceu no cruzamento da Avenida General Carlos Cavalcanti com a Rua Antonio Branco, no bairro de Uvaranas, por volta das 23 horas. Ricardo e Iara discutiram no interior de um veículo. Ele estava armado com uma pistola calibre 40 e a feriu mortalmente com um tiro. Após o crime fugiu. Ao se apresentar à autoridade policial, dias mais tarde, alegou que a mulher teria disparado o tiro contra o próprio corpo. Essa versão não se confirmou.

No julgamento de terça-feira, Ricardo foi defendido pelos advogados Fabio Murari Vieira, Jean de Andrade e Eduardo Gabriel de Andrade. O Ministério Público foi representado pelo promotor Rafael de Sampaio Cavichioli. Os advogados Angelo Pilatti Junior e Jean Bastos atuaram como assistentes de acusação.

PUBLICIDADE

Recomendados