PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

UPA terá segurança reforçada após caso de agressão

Ponta Grossa

13 de outubro de 2021 15:50

Da Redação


Relacionadas

PG recebe maior grupo de samba raiz do Brasil no sábado

Jovem é agredido na madrugada desta terça em PG

Moradores de PG pedem ajuda para localizar o cão Dentinho

EJA abre inscrições para exame do Ensino Fundamental
Loja vende moto roubada e causa confusão em PG
Casal é preso com veículo furtado e drogas em PG
PG faz repescagem da vacina e aplica 3º dose na quarta
Reforço da segurança quer evitar casos de agressões no local Foto: Arquivo aRede
PUBLICIDADE

Até a instalação de câmeras de monitoramento e de alarmes, equipes da Guarda Municipal estarão se revezando para garantir segurança de pacientes e servidores da UPA


A prefeitura de Ponta Grossa anunciou nesta quarta-feira que equipes da Guarda Municipal farão segurança permanente na UPA Santana, até que seja implantado sistema de monitoramento que garanta a pacientes, servidores e pessoal médico, suporte necessário em caso de urgência. “Foi registrado um caso lamentável nos últimos dias, com uma servidora sendo agredida dentro daquela unidade. Já cuidamos do ajuste das condições, com a secretaria de Cidadania e Segurança Pública, Tânia Sviercoski, por determinação da prefeita Elizabeth Schmidt, para evitarmos a repetição dessas situações tristes e garantir condições aos nossos colaboradores”, relata o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Rodrigo Manjabosco.
A secretária Tânia Sviercoski, da Cidadania e Segurança Pública, explica que é inviável manter a guarda permanentemente dentro da UPA Santana, mas essa é a solução temporária possível: “garantir segurança aos que precisam de atendimento e  buscam a UPA é essencial”.

De acordo com a secretária, em poucas semanas deve ser implantado naquele local um sistema de vigilância remota efetivo, com câmeras integradas à Central de Monitoramento da Guarda Municipal, bem como dispositivos similares ao ‘botão do pânico’, suficientes para acionar as equipes de reação rápida da Guarda. “É imprescindível que o servidor e o cidadão que busca as unidades de saúde sinta-se seguro e saiba que está sendo monitorado. Nossos guardas estão preparados, equipados e aptos para intervir sempre que necessário. Os ajustes que estamos tratando neste momento vão facilitar o acionamento da Guarda Municipal em caso de necessidade, com pronta resposta e efetividade”.

 

PUBLICIDADE

Recomendados