PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Vani Quadros Fadel se torna Cidadã Benemérita do Paraná

Ponta Grossa

18 de outubro de 2021 20:05

Rodolpho Bowens


Relacionadas

Casal é detido com 47 Kg de maconha em rodovia de PG

Mulher morre dois meses depois da filha em PG

Black Friday deve movimentar comércio de PG nesta sexta

Passagem de ônibus sobe para R$ 5,50 a partir de hoje em PG
Jorge Sebastião é eleito presidente da OAB Ponta Grossa
Maior Black Friday do mundo real acontece no Palladium PG
PG divulga calendário letivo escolar para o ano de 2022
PUBLICIDADE

A presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer da Regional de Ponta Grossa foi homenageada pela deputada Mabel Corá Canto (PSC)

“São mais de quatro décadas trabalhando pela população mais carente de Ponta Grossa e região, ao lado dos voluntários e da comunidade que tem nos ajudado muito em todos esses anos. Considero esta uma missão divina e de muito amor”, afirmou Vani Quadros Fadel, nesta segunda-feira (18), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), quando recebeu o título de Cidadã Benemérita do Paraná proposto pela deputada estadual Mabel Corá Canto (PSC), admiradora do trabalho e da história de vida da mulher à frente da Rede Feminina de Combate ao Câncer da Regional de Ponta Grossa. “Ela é muito ativa, promove diversas ações e é uma pessoa de um coração gigante. Trata a todos de forma igualitária. Ela é, de fato, uma benemérita por tudo que faz”, disse a parlamentar.

E ela trouxe filhos, noras, genros, netos para receber presencialmente o título. Graças à queda nos números dos casos da covid-19 no Estado e em Curitiba, Patrícia Tournier, Paulo Gilberto Jorge Fadel, Elke Regina Spagolla Bernardelli Fadel, Marcelo Jorge Fadel, Milane Fadel Barbur e Roberta Fadel Barbur, puderam participar do momento que a homenageada chamou de “algo inesperado e uma surpresa que a deixou nas nuvens”.

No décimo mandato como presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Ponta Grossa, Vani, que nasceu no município de Ibaiti, conheceu a instituição em 1982, quando já havia deixado de lecionar, convidada por uma amiga para trabalhar como voluntária. Naquela época, o grupo era pequeno e sem estrutura física e financeira.

Aos poucos, ela foi fazendo um trabalho educativo, preventivo e de auxílio com os portadores de neoplasias, especialmente com as crianças e suas famílias.  Assim, ela passou a visitar os doentes, promover ações e fazer palestras em escolas, creches, clubes de mães, empresas, faculdades, indústrias e hospitais para levar orientação sobre a importância da prevenção do câncer. Ano a ano foi promovendo uma ampliação em toda a estrutura da Rede. A sede, que é própria, funciona também como casa de apoio, é independente da Rede Feminina de Curitiba, ocupa uma área em torno de mil metros quadrados e atende a 200 pacientes carentes em tratamento oncológico de toda a região de Ponta Grossa. Além disso, conta com consultórios para atendimento ginecológico, psicológico, odontológico e de fisioterapia, com 60 profissionais voluntários, mantendo também uma parceria com a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Além das contribuições e de recursos públicos para reforçar o caixa da instituição, Vani Fadel mantém bazares permanentes e acaba de criar uma ação com a venda de calendários com imagens dos pacientes assistidos em pontos turísticos de Ponta Grossa. “É uma forma de homenagear os nossos pacientes, que se prontificaram a colaborar nos servindo como modelos”, agradeceu. “Aproveito para estender a homenagem que recebo aqui à minha família e aos voluntários que trabalham ao meu lado todos os dias, para fornecer um serviço de qualidade, adequado e eficiente amparando os nossos irmãos mais necessitados”, acrescentou.

Com informações: Assembleia Legislativa do Paraná.

PUBLICIDADE

Recomendados