PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

‘Disputa pela ESA foi um aprendizado’, diz Elizabeth

Ponta Grossa

22 de outubro de 2021 14:20

Da Redação


Relacionadas

Novo presidente da OAB quer entidade inserida na sociedade

Projeto Quali&Tec, da Prefeitura, recebe Selo ODS 2021

Saúde de PG aplica 2° dose nesta segunda e terça

Ponta Grossa é destaque em ranking de cidades inteligentes
Autoglass abre vagas de emprego em Ponta Grossa
Você sabe o que é separação de poderes?
Encerram hoje inscrições para oficina de produção audiovisual
PUBLICIDADE

Em vídeo divulgado no início da tarde desta sexta-feira (22), prefeita usou o termo ‘aprendizado’ para definir a participação do Município neste processo

 

Para a prefeita Elizabeth Schimdt (PSD), a opção do Comando Militar por Recife, em Pernambuco, para instalar a nova Escola de Sargentos das Armas (ESA), não pode ser um indicativo de desmerecimento de todos os esforços desprendidos por Ponta Grossa nessa tentativa de acolher um empreendimento de R$ 1,2 bilhão. Em vídeo divulgado no início da tarde desta sexta-feira (22), ela preferiu usar o termo ‘aprendizado’ para definir a participação do Município neste processo.

‘Uma pessoa muito sábia, confrontada com uma situação desfavorável, respondeu de uma maneira muito interessante: eu nunca perco; ou eu ganho, ou eu aprendo. Ponta Grossa não perdeu a disputa pelo direito de sediar a Escola de Sargentos das Armas. Ponta Grossa aprendeu nesse processo que envolveu tanto empenho e dedicação, que são necessárias condições extraordinárias para se obter conquistas extraordinárias. Ficamos tristes, é verdade, mas a decisão geopolítica do Exército Brasileiro certamente será de grande valor para e Recife e, em particular, para o Nordeste em geral. E acreditamos que para o próprio Exército esta expansão para aquela imensa região seja produtiva’, diz.

Elizabeth diz ser importante manter o foco e a perspectiva, pois, segundo afirma, a cidade tem vantagens vocacionais e estratégicas que são atraentes para empreendimentos de diversa natureza, além, do plano militar. ‘E vamos continuar avançando. Nossa consciência é tranquila. Fizemos tudo que podíamos da melhor forma possível. E nada é por acaso. Nós crescemos muito. A integração entre o Estado e o Município foi extraordinária. Aprendemos a fazer um trabalho diferenciado com competência e muita dedicação. A experiência foi sensacional’, assinala.

A prefeita também agradeceu ao governador Ratinho Junior e toda sua equipe pelo apoio nessa empreitada. Destacou também as organizações militares do Paraná e de outros estados pelo suporte à candidatura de Ponta Grossa. ‘E a todos vocês que torceram por nossa cidade e lutaram ao nosso lado. Temos muito a conquistar ainda. Vamos em frente’, finaliza.

 

 

PUBLICIDADE

Recomendados